sicnot

Perfil

País

Vídeo mostra ratos no Hospital do Barreiro

Vídeo mostra ratos no Hospital do Barreiro

Um vídeo, captado por uma utente do Hospital do Barreiro, mostra dois ratos a circularem pelas instalações da unidade hospitalar. O hospital garante que já tomou medidas para resolver o problema.

A utente diz ter captado estas imagens na sala de espera da pediatria.

O hospital já confirmou, em comunicado, a veracidade das imagens mas afirma que foram captadas numa zona interior ajardinada. Segundo a administração, nunca houve ocorrências desta natureza e a empresa de desinfestação já tomou as medidas necessárias para resolver o problema.

O comunicado adianta que o plano de desinfestação das instalações do Centro Hospitalar Barreiro/Montijo está a ser cumprido.

  • Hospitais Amadora-Sintra e Barreiro recusam ter Viatura de Emergência e Reanimação
    3:07

    País

    Hospital Amadora-Sintra e o Hospital do Barreiro não possuem uma Viatura Médica de Emergência e Reabilitação (VMER), como está definido por lei. Sempre que há uma emergência nesses concelhos, têm de ser acionadas as VMER de outros hospitais mais distantes que podem estar ocupadas. Confrontado pela SIC com a inexistência destas duas viaturas, o Ministério da Saúde reitera que todas as urgências médico-cirúrgicas devem ter uma VMER e garante que determinou já que o processo de criação destes meios se inicie de imediato e esteja concluído até 30 de abril. O Ministério da Saúde diz também que vai duplicar o apoio económico que é dado aos hospitais com VMER.

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras