sicnot

Perfil

País

PJ do Porto recolhe indícios no local onde foi assassinado jovem de 20 anos

PJ do Porto recolhe indícios no local onde foi assassinado jovem de 20 anos

Durante a manhã a PJ esteve no local a recolher indícios no parque de estacionamento da FEUP. Sabe-se que era estudante e que era de Baião. Foi violentamente agredido e acabou por morrer no Hospital de São João, como relata a repórter da SIC, Márcia Torres.

A Polícia Judiciária do Porto ativou hoje a secção de investigação de homicídios para investigar a morte de um estudante universitário de 20 anos, que foi espancado por um grupo de indivíduos esta madrugada na via pública, disse fonte oficial.

Em declarações à Lusa, fonte da Polícia Judiciária do Porto informou que o registo da ocorrência do estudante agredido chegou àquela polícia às 05:49, hora em que foi "ativada a secção de investigação de homicídios" e foi ativado de imediato o serviço de "perícia criminalística".

No local, a Lusa constatou que há três elementos da Judiciária junto ao edifício no parque de estacionamento da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto a desenvolver as "necessárias diligências".

Segundo o registo da ocorrência da Polícia Judiciária e que foi comunicado à Lusa, um grupo de indivíduos terá agredido o estudante do ensino superior, que circulava na via pública com colegas, sem "justificação prévia" ou "provocação prévia".

"Não foi entregue qualquer tipo de arma" e a vítima foi transferida para o Hospital de São João do Porto, local onde veio a morrer, acrescentou a mesma fonte policial.

Os colegas da vítima, que também foram feridos para ajudar o colega, estão a ser ouvidos esta manhã na Judiciária, acrescentou a mesma fonte.

No local do crime estão alguns estudantes a ver o aparato policial que investiga o caso.

A vítima, natural do concelho de Baião, estava inscrita no "ano zero" do Instituto Superior de Contabilidade e Administração Pública, do Instituto Politécnico, disse à Lusa fonte daquela instituição de Ensino Superior.

Agressão fatal para estudante "não pode passar em claro" - Federação Académica Porto

O presidente da Federação Académica do Porto (FAP), Daniel Freitas, lamentou a morte de um estudante do ensino superior, ocorrida hoje de madrugada naquela cidade, sublinhando que uma situação destas "não pode passar em claro".

"É uma situação lamentável que não pode passar em claro. Qualquer situação destas tem de ser investigada", frisou o dirigente associativo, que disse desconhecer, para já, os contornos do caso.

Um estudante de 20 anos foi hoje espancado até à morte na zona do polo universitário da Asprela, no Porto, por um grupo de quatro indivíduos, disse à Lusa fonte da PSP.

Fonte do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) disse à Lusa que uma sua equipa foi chamada ao local às 04:39.

De seguida, o estudante foi levado para o hospital de São João, onde veio a morrer.

A PSP precisou que a agressão aconteceu na rua Dom Frei Vicente de Soledade Castro. Segundo a mesma fonte, as agressões ocorreram na via pública, desconhecendo-se os motivos que estiveram na origem do crime.

Também o diretor de comunicação da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), Carlos Oliveira, disse que a agressão a um estudante, que lhe provocou a morte, aconteceu fora do edifício da instituição, junto ao parque-auto, de acesso livre durante a noite.

De acordo com a PSP, não há até ao momento informações de que tenha sido utilizada qualquer arma e o crime está já a ser investigado pela Polícia Judiciária.

Com Lusa

  • Presidente da Proteção Civil demitiu-se

    País

    O Presidente da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), Joaquim Leitão, pediu esta quarta-feira a demissão com efeitos imediatos. A carta de demissão foi enviada para o Ministério da Administração Interna, no entanto, uma vez que a ministra também se demitiu, o documento seguiu para o gabinete do primeiro-ministro, António Costa.

  • Provavelmente o melhor golo da noite de Liga Europa
    1:24
  • Vitória de Guimarães mais longe dos 16 avos de final
    1:48
  • O perfil dos novos ministros
    3:22

    País

    Pedro Siza Vieira e Eduardo Cabrita são os dois novos ministros que tomam posse no próximo sábado. Ambos têm uma particularidade: são amigos de longa data do primeiro-ministro António Costa.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão

  • Fogos na Califórnia provocaram 42 mortos e perdas acima de mil milhões de dólares

    Mundo

    O comissário dos seguros da Califórnia afirmou esta quinta-feira que as perdas provocadas pelos incêndios que dizimaram extensas áreas deste Estado norte-americano excedem os mil milhões de dólares (844 milhões de euros). Estes incêndios, que começaram no condado de Sonoma County, já provocaram a morte a 42 pessoas no mês de outubro.

  • Quem está ao lado de Trump? Melania ou uma sósia?

    Mundo

    A especulação surgiu no Twitter: estaria Trump acompanhado de uma sósia de Melania para ocultar a ausência da mulher num evento oficial? A teoria da conspiração ganhou depois força nas redes sociais. Julgue por si mesmo.

    SIC

  • Norte-americano entrega-se após perder aposta com a polícia no Facebook

    Mundo

    Um jovem de 21 anos procurado pela polícia norte-americana entregou-se, esta segunda-feira, depois de perder uma aposta com a polícia, no Facebook. Michael Zaydel prometeu entregar-se se uma publicação sobre o seu desaparecimento chegasse às mil partilhas, na rede social. O jovem norte-americano prometeu ainda levar uma dúzia de donuts, caso os agentes da cidade de Redford conseguissem ganhar a aposta.

    SIC