sicnot

Perfil

País

Baixa e Chiado são as zonas mais procuradas pelos turistas de cruzeiro

A Baixa/Chiado, o Bairro Alto, Alfama e Belém foram as zonas de Lisboa mais visitadas no ano passado pelos turistas de cruzeiro, que preferem andar a pé ou de autocarro turístico quando estão na cidade.

Estas são as conclusões de um inquérito levado a cabo pelo Observatório de Turismo de Lisboa no qual participaram mil passageiros estrangeiros, de 47 navios, que fizeram escala na capital portuguesa entre junho e outubro de 2015.

Cerca de metade (50,8%) dos entrevistados é do Reino Unido, seguindo-se os turistas provenientes da Alemanha (15,1%) e da Itália (13,8%).

Quase 71% dos inquiridos nunca tinha vindo a Lisboa e a maioria (73,4%) recorreu a amigos e família para obter informações acerca da cidade.

O autocarro turístico foi o meio de transporte que mais utilizaram na cidade (54,8%), seguido dos passeios a pé (54,1%) e o táxi (48,9%).

Os autocarros regulares foram escolhidos apenas por 6,1% dos turistas, o metro por 4%, o comboio por 2,5% e o elétrico por 1,1%.

Cerca de 87% foram visitar a Baixa/Chiado, 84,8% o Bairro Alto e o Cais do Sodré, 82,2% visitou o eixo Alfama/Castelo/Mouraria, 81,4% a Mouraria e 39,4% o Parque das Nações.

Na região de Lisboa, as cidades mais visitadas, depois da capital, foram Cascais e Sintra com 28,1% e 13,7% desses turistas, respetivamente. A quarta cidade mais procurada foi Fátima, na região Centro (6,7%).

O que mais lhes agradou na cidade foi o clima (33,3%), a comida (17,4%), a beleza (13,9%), as pessoas (9%) e os pastéis de Belém (6,9%).

Sessenta por cento dos inquiridos admitiu que Lisboa superou as suas expectativas, enquanto 31% disse que foi de encontro ao que esperava.

Quase 43% dos turistas considerou "muito provável" um futuro regresso a Lisboa e 59,6% inclui a capital portuguesa no top 10 de destinos a visitar.

Lusa

  • Divorciados vão poder dividir filhos no IRS 

    Economia

    Os divorciados vão passar a poder dividir os filhos no IRS (imposto sobre o rendimento singular) e o Governo está a estudar soluções para que em 2018 haja um novo sistema para lidar com a guarda conjunta de filhos.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.