sicnot

Perfil

País

Comissão Nacional do PS reúne-se hoje para preparar próximo congresso

A Comissão Nacional do Partido Socialista reúne-se hoje, em Lisboa. A data inicial estava prevista para sábado, no Porto, mas por motivos de doença do secretário-geral, António Costa, acabou por ser adiada. O principal objetivo do encontro é preparar o próximo congresso nacional marcado para 4 e 5 de junho.

António Costa teve de cancelar toda a agenda prevista para o final da semana por motivo de doença.

António Costa teve de cancelar toda a agenda prevista para o final da semana por motivo de doença.

© Francois Lenoir / Reuters

António Costa ainda participou na reunião da Comissão Política Nacional do PS na quarta-feira à noite. No entanto, no dia seguinte, teve de cancelar toda a agenda prevista, que incluía presidir ao Conselho de Ministros, inauguração da Cidade do Futebol, na Cruz Quebrada (Oeiras), e depois a presença numa reunião da concertação social, na qual deveria apresentar aos parceiros sociais as principais linhas do Programa Nacional de Reformas.

Por proposta do Secretariado Nacional, a Comissão Nacional do PS procederá à votação de alterações ao regulamento eleitoral interno e de designação de candidatos a cargos de representação política, assim como marcará o local do congresso.

A Comissão Nacional do PS votará também o regulamento para a eleição direta do secretário-geral pelos militantes deste partido (que ocorre normalmente entre duas a três semanas antes do congresso) e aprovará o regulamento da eleição de delegados ao congresso.

Nesta reunião, será ainda eleita a Comissão Organizadora do XXI Congresso (COC) e será marcada a eleição do presidente e dos delegados ao congresso federativo de Coimbra, que foi adiado alguns meses por dúvidas em relação à fiabilidade dos cadernos eleitorais nesta estrutura distrital dos socialistas.

  • PS pondera apoiar recandidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto
    1:06

    País

    O PS admitiu apoiar a recandidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto. Esta foi uma hipótese deixada em aberto no final da reunião da Comissão Política Socialista pelo líder da Federação do Porto. Na reunião que durou duas horas, António Costa defendeu o Programa Nacional de Reformas.

  • PS quer regras mais apertadas para ex-titulares de cargos políticos
    2:21

    País

    Os socialistas querem regras mais apertadas para titulares de cargos políticos que passem para o setor privado. Além do período de nojo de 3 anos, o projeto apresentado esta semana pelo PS exige luz verde da Assembleia da República sempre que um ex-governante se transfira para empresas do setor que tutelou enquanto governava. O caso de Maria Luís Albuquerque é, neste momento, o rosto dessa polémica.

  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.