sicnot

Perfil

País

Corpo carbonizado encontrado no Porto ainda por identificar

A Polícia Judiciária disse hoje que o corpo carbonizado que apareceu quarta-feira nas instalações de uma antiga fábrica da EDP no Porto ainda não foi identificado mas que as investigações se mantêm.

(Arquivo)

(Arquivo)

SIC

A Polícia Judiciária declarou hoje que continua a realizar investigações, mas que "ainda não há nenhuma informação a acrescentar" sobre o corpo carbonizado encontrado por agentes do Comando Metropolitano da PSP do Porto no interior das instalações de uma antiga fábrica da EDP (Energias de Portugal).

Segundo fonte da PSP, o corpo encontrava-se em fase avançada de decomposição, não tendo sido possível determinar a idade nem o sexo da vítima.

A descoberta da PSP decorreu pouco tempo depois de um popular ter efetuado uma chamada para o 112 a dar conta de um corpo carbonizado nas antigas instalações de uma fábrica da EDP na estrada da Circunvalação, referiu a fonte do Comando Metropolitano da PSP do Porto.

A ocorrência foi entregue à Polícia Judiciária, que esteve no local a realizar diligências, e o corpo foi retirado das instalações fabris.

Lusa

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.