sicnot

Perfil

País

15 detidos por suspeitas de corrupção em repartições das finanças

15 detidos por suspeitas de corrupção em repartições das finanças

A Polícia Judiciária e Procuradoria-geral da República (PGR) confirmam que foram detidas 15 pessoas na megaoperação na Grande Lisboa que investiga suspeitas de corrupção na Autoridade Tributária. Um esquema que envolve altas chefias nas repartições de Finanças e que passaria por dar falsos perdões fiscais a empresas, a troco de dinheiro. As autoridades atribuíram-lhe o nome de Operação Tax Free.

No âmbito da operação, a PJ adianta que foram realizadas 120 buscas na região de Lisboa, com vista"à consolidação dos elementos probatórios" relativos aos 15 detidos, entre as quais se encontram funcionários, advogados, empresários e técnicos oficiais de contas.

Os detidos vão ser ouvidos em primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação.

A Procuradoria-Geral da República diz que os suspeitos de crimes de corrupção passiva e ativa
são técnicos e inspetores da Administração Tributária, chefes de finanças, há até um diretor de serviços, um diretor de finanças adjunto, um membro do Centro de Estudos Fiscais e Aduaneiros, advogados, técnicos oficiais de contas e empresários.

O esquema envolvia luvas a chefes e adjuntos de repartições de finanças que, a troco de dinheiro, passariam falsos perdões fiscais. As empresas com dívidas ao fisco e que obtinham declarações falsas de regularização de divididas podiam depois participar por exemplo em concursos públicos.

Em causa estarão muitos milhões de euros, num inquérito que se encontra em segredo de justiça e que conta com a colaboração da Autoridade Tributária.

Última atualização às 14:30

  • Chefes de repartições de finanças detidos em megaoperação da PJ

    País

    Uma megaoperação da Polícia Judiciária e do Ministério Público está em curso, com buscas em várias repartições de finanças e residências, sobretudo na Grande Lisboa. Em causa estão suspeitas de corrupção e muitos milhões de euros. A Procuradoria-Geral da República e a PJ confirmam mais de 10 detenções, incluindo de chefes de repartições.

  • "Até para o ano", a mensagem de Ronaldo para os adeptos do Real Madrid
  • Despenalização da eutanásia votada na terça-feira no Parlamento
    2:04
  • Há companhias aéreas a contratar. TAP é uma delas
    1:28

    Economia

    Com o crescimento do turismo, que continua a bater recordes, as companhias aéreas querem profissionais para reforçar as rotas com maior procura e oferecer novos destinos. Só a TAP prevê contratar mais 700 pessoas este ano para várias funções, incluindo 300 tripulantes de cabine e 170 pilotos.

  • O bombeiro herói que recebe 267 euros de pensão
    2:36
  • Funcionários dos EUA na Coreia do Norte para preparar cimeira
    2:19