sicnot

Perfil

País

Secretário de Estado sai em "profundo desacordo" com ministro da Educação

O secretário de Estado da Juventude e Desporto demissionário, João Wengorovius Meneses, revela que saiu do Governo "em profundo desacordo" com o ministro da Educação em relação às políticas seguidas e "ao modo de estar" no exercício de cargos públicos. Vai ser substituído por João Paulo Rebelo.

João Wengorovius Meneses escreveu na sua página na rede social Facebook:

"Deixo hoje o XXI Governo Constitucional, convicto de que tinha um bom projeto e uma excelente equipa - e de que estávamos no caminho certo - contudo, em profundo desacordo com o Sr. Ministro da Educação no que diz respeito à política para a juventude e o desporto e ao modo de estar no exercício de cargos públicos".

"Continuo convicto de que temos um excelente Governo, capaz de ser bem sucedido num momento político tão decisivo. Votos de sucesso ao Governo", acrescenta o secretário de Estado, cuja demissão foi conhecida na terça-feira à noite.

A saída de João Wengorovius Meneses do Governo foi conhecida por causa de uma nota colocada na página oficial na internet da Presidência da República segundo a qual o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa dará posse na quinta-feira ao novo secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo, juntamente com os novos ministro e secretário de Estado da Cultura.

A assessoria do gabinete do primeiro-ministro e do Ministério da Educação informou apenas que João Wengorovius Meneses abandona o cargo a seu pedido, sem adiantar quais os motivos e quando é que foi apresentado o pedido.

O novo secretário de Estado da Juventude e Desporto é deputado socialista, eleito pelo cículo de Viseu, e faz parte da Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas.

João Paulo Rebelo também esteve na comissão da Cultura, Comunicação, Juventude e Desporto, segundo a página da Assembleia da República.

Com Lusa

  • "Fiz coisas de que me envergonho"
    2:31
  • Portugal é o segundo país da Europa com mais emigrantes
    1:39

    País

    São 2,3 milhões os portugueses que vivem no estrangeiro, ou seja, 22% da população. O último relatório do Observatório da Emigração relativo a 2015 mostra que se manteve o mesmo número de saídas de Portugal para o estrangeiro registadas no pico atingido em 2013: acima das 110 mil por ano. O Reino Unido é o principal país de destino.

  • Descoberta produção de canábis em abrigo nuclear 

    Mundo

    A polícia britânica descobriu, no sul de Inglaterra, um antigo abrigo nuclear subterrâneo adaptado à produção de canábis em grande escala. A operação levou à detenção de cinco homens e um adolescente de 15 anos. Foram também apreendidas milhares de plantas de canábis.

  • Carnaval na Almirante Reis
    2:39

    País

    Lisboa também celebra o Carnaval e esta manhã mais de três mil crianças participaram num desfile pela Avenida Almirante Reis, alunas de escolas públicas e privadas de 24 nacionalidades. Na freguesia de Arroios vivem estrangeiros de 79 nacionalidades.