sicnot

Perfil

País

Ferro Rodrigues enaltece méritos dos deputados que servem a causa pública

O presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, enalteceu hoje os méritos dos constituintes mas também dos deputados que lhes sucederam na dedicação à causa pública, prometendo bater-se contra o "populismo e o antiparlamentarismo".

JO\303\203O RELVAS

"Os progressos de 40 anos da Constituição são mérito dos constituintes mas também dos deputados que lhes sucederam ao longo das legislaturas. Os sucessos da democracia são mérito de todos aqueles que a serviram e servem, com dedicação à causa pública, empenhamento por dever cívico e não por quaisquer outros interesses que não o seu entendimento sobre o interesse dos portugueses", afirmou Ferro Rodrigues.

Eduardo Ferro Rodrigues discursava no Salão Nobre da Assembleia da República, perante mais de uma centena de deputados constituintes, a quem disse "muito obrigado" em nome dos deputados da XIII legislatura, pelos serviços "prestados ao parlamento e à democracia".

"Como presidente de todos os deputados não me cansarei de defender a dignidade da nossa função, as suas responsabilidades e direitos e de me bater contra o populismo e o antiparlamentarismo antidemocrático", disse.

Em seguida, Ferro Rodrigues e os vice-presidentes da Assembleia Teresa Caeiro, José Manuel Pureza, Jorge Lacão e Matos Correia entregaram aos antigos constituintes o diploma que lhes confere o título de "deputado honorário", numa cerimónia no âmbito do programa de comemorações dos 40 anos da Constituição da República.

Para o presidente do parlamento, a Constituição da República, com as sete revisões a que foi sujeita desde que foi aprovada a 2 de abril de 1976, "amadureceu bem", permitindo um sistema de governo que "tem funcionado".

"A verdade é que a Constituição de 1976 amadureceu bem. Ao longo de 40 anos o sistema de governo tem funcionado, os direitos económicos, sociais e culturais têm vindo a ser concretizados, e as garantias dos cidadãos são respeitadas, também através do Tribunal Constitucional como bem vimos recentemente nestes anos em que vigorou o programa de ajustamento económico e financeiro", afirmou.

Mota Amaral, Pinto Balsemão, Pedro Roseta, Arons de Carvalho, Vital Moreira, Jorge Miranda, Miranda Calha, Jerónimo de Sousa, Carlos Brito, Freitas do Amaral, Basílio Horta, Helena Roseta e António Arnaut foram alguns dos nomes mais conhecidos entre os constituintes presentes.

Alguns constituintes que não puderam estar presentes, entre os quais Manuel Alegre, fizeram-se representar na cerimónia, recebendo o diploma dessa forma.

Ferro Rodrigues lembrou ainda os constituintes que já morreram e os funcionários que há 40 anos ajudaram a concretizar a feitura da Constituição, alguns dos quais, que nomeou, ainda estão ao serviço na Assembleia da República.

Lusa

  • Mais de um milhão de crianças em risco de morrer à fome
    1:23

    Mundo

    Cerca de 1.4 milhões de crianças estão em risco iminente de morrer à fome. Deste modo, a UNICEF faz um apelo urgente de cerca de 230 milhões de euros para levar nos próximos meses comida, água e serviços médicos a estas crianças. As imagens desta reportagem podem impressionar os espectadores mais sensíveis.

  • Vídeo amador mostra destruição na Síria
    1:04

    Mundo

    A guerra na Síria continua a fazer vítimas mortais. Um vídeo amador divulgado esta segunda-feira mostra o estado de uma localidade a este de Damasco, depois de um ataque aéreo no fim-de-semana. No ataque, 16 pessoas morreram e há várias dezenas de feridos.

  • Partidos querem eleições a 1 de outubro
    1:35
  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32
  • Homem que esfaqueou mulher em Esmoriz é acusado de homicídio qualificado
    1:24

    País

    O homem que no sábado esfaqueou a mulher em Esmoriz está acusado de homicídio qualificado. O arguido de 50 anos foi ouvido esta segunda-feira pelo juiz de instrução e ficou em prisão preventiva, uma medida fundamentada pelo perigo de fuga e de alarme. O homem remeteu-se ao silêncio durante o interrogatório, no Tribunal de Aveiro.

  • Homem condenado a oito anos e meio por abuso sexual da mãe
    1:10

    País

    O Tribunal de Coimbra condenou esta segunda-feira um homem de 53 anos a oito anos e meio de prisão por abuso sexual da mãe e ainda por crimes de roubo e coação. A mãe, de 70 anos, sofria de problemas nervosos e consumia bebidas alcoólicas com frequência, tendo sido vítima de abuso sexual por parte do filho enquanto dormia. Os crimes cometidos remetem para o início de 2016, depois do homem já ter cumprido outras penas de prisão em Espanha.

  • Jovem de 21 anos morre colhida por comboio na linha da Beira Baixa
    0:43

    País

    Uma jovem de 21 anos morreu esta segunda-feira ao ser atropelada pelo comboio Intercidades à saída da estação de Castelo Branco, na linha da Beira Baixa. A vítima foi colhida pelo comboio que seguia no sentido Lisboa-Covilhã ao atravessar a linha de caminho de ferro. Este é um local onde não existe passagem de nível, mas habitualmente muitas pessoas arriscam fazer a travessia da linha.

  • Banco do Metro com pénis gera polémica no México

    Mundo

    Um banco em formato de homem com o pénis exposto, numa das carruagens de Metro da Cidade do México, está a gerar polémica. A iniciativa integra uma campanha contra o assédio sexual de que as mulheres são vítima no país.