sicnot

Perfil

País

Duarte Lima diz que queixas de Olímpia Feteira foram arquivadas

Duarte Lima confirmou que foi notificado da acusação de abuso de confiança, por apropriação indevida de mais de cinco milhões de euros de Rosalina Ribeiro, mas que o Ministério Público arquivou as queixas de Olímpia Feteira contra ele.

Duarte Lima

Duarte Lima

MANUEL DE ALMEIDA

Clique aqui para ler o comunicado

Numa nota enviada à comunicação social, o ex-deputado do PSD escusa-se a comentar a acusação do Ministério Público (MP), por apropriação indevida de 5.240.868,05 euros que Rosalina Ribeiro lhe transferiu, em 2001, mas refere que, no mesmo despacho, o MP "arquivou todas as queixas que lhe deram origem", apresentadas por Olímpia Feteira, filha do milionário português já falecido Lúcio Tomé Feteira, em 2011.

E, acrescenta Duarte Lima, "tal como já havia acontecido com idênticas queixas por ela formuladas, e pelos mesmos factos, apresentadas na Suíça na mesma data", e das quais diz ter sido absolvido pelo Tribunal da Relação de Zurique, em fevereiro de 2013.

A acusação de abuso de confiança foi hoje conhecida e, segundo o MP, Duarte Lima apropriou-se indevidamente de mais de cinco milhões de euros que Rosalina Ribeiro lhe transferiu, a título provisório, em 2001, para uma conta na Suíça para que este guardasse a verba enquanto decorressem as ações judiciais, interpostas pelos herdeiros de Lúcio Tomé Feteira, contra Rosalina Ribeiro.

"Na posse de tal montante, Duarte Lima utilizou-o em proveito próprio, apropriando-se do mesmo, sem nunca o ter restituído a Rosalina Ribeiro", explica o Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP).

Duarte Lima foi acusado pelo Ministério Público do Brasil do homicídio de Rosalina Ribeiro, a 07 de dezembro de 2009, e deverá começar este ano a ser julgado, à revelia, no Tribunal de Saquarema.

Rosalina Ribeiro, secretária e companheira de Lúcio Tomé Feteira, falecido em 2000, foi morta a tiro e o corpo foi encontrado numa estrada de terra batida em Maricá, nos arredores do Rio de Janeiro.

  • Mais de 50 concelhos do país em risco máximo de incêndio

    País

    Mais de meia centena de concelhos de dez distritos do país estão hoje em risco 'máximo' de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). De acordo com o IPMA, estão sob este aviso 51 concelhos dos distritos de Castelo Branco, Faro, Portalegre, Santarém, Coimbra, Leiria, Guarda, Vila Real, Viseu e Bragança.

  • "Ao contrário do que diz a direita, o futuro dos jovens é aqui"
    0:52

    Economia

    António Costa atacou esta sexta-feira à noite a direita com o aumento do emprego jovem. Perante vários jovens no acampamento nacional da Juventude Socialista, o secretário-geral do PS dirigiu-se ainda aos partidos de direita para garantir que o aumento do salário mínimo está a criar mais emprego com maior qualidade.

  • Uma viagem aérea por Pegões
    1:00
    Visão de Portugal

    Visão de Portugal

    DIARIAMENTE NO JORNAL DA NOITE

    O espaço Visão de Portugal, do Jornal da Noite da SIC, mostra o país através de imagens aéreas. A rubrica leva-nos esta sexta-feira a sobrevoar Pegões, no concelho de Tomar. 

  • Porto eleito pela terceira vez o melhor destino europeu 
    2:53

    País

    O Porto foi eleito o melhor destino europeu pela terceira vez e as distinções internacionais não param de chegar. Desta vez os elogios chegam através da norte-americana CNN. Os preços acessíveis, a gastronomia, a história e a arquitetura são os pontos da cidade que tem a rua com maior tráfego do país. 

  • Lisboa é o terceiro melhor destino de cruzeiros
    1:22

    País

    O Turismo em Lisboa tem registado um crescimento. A cultura, a arte e os preços baixos são os pontos fortes apontados pelos turistas. A capital é já considerada o terceiro melhor destino de cruzeiros. O novo terminal do porto de Lisboa e a ligação direta a Pequim deverão aumentar ainda mais o número de visitantes.

  • Ir ao Minho e a Sintra
    22:50
  • Líder da Palestina hospitalizado

    Mundo

    O Presidente palestiniano, Mahmud Abbas, de 82 anos, foi hospitalizado este sábado em Ramallah, na Cisjordânia, para se submeter a um "exame de rotina" durante algumas horas, anunciou um porta-voz.