sicnot

Perfil

País

Sindicato da PSP vai manifestar-se junto ao Ministério do Trabalho contra cortes nas reformas

O Sindicato Nacional da Polícia (SINAPOL) anunciou hoje a realização de uma manifestação, a 26 de abril, junto ao Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social (MTSS), em Lisboa, contra os cortes nas reformas dos elementos da PSP.

(Arquivo Lusa)

(Arquivo Lusa)

O protesto, agendado para as 18:00, tem como objetivo exigir o cumprimento do Estatuto Profissional da Polícia de Segurança Pública, que entrou em vigor a 01 de dezembro de 2015, no que respeita a aposentação, sem que seja aplicado qualquer corte nas pensões de reforma, disse à agência Lusa o presidente do SINAPOL

Armando Ferreira adiantou que o sindicato tentou resolver o problema através do diálogo ao pedir, há mais de três semanas, uma reunião ao ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, mas até à data não houve qualquer resposta.

Segundo o SINAPOL, a Caixa Geral de Aposentações (CGA), tutelada pelo MTSS, está a "prejudicar financeiramente de forma gravosa todos os elementos policiais que solicitam a passagem à reforma".

O presidente do sindicato afirmou que a CGD está a aplicar cortes nas reformas dos elementos policiais, apesar do estatuto profissional estabelecer que não podem existir cortes.

As pensões do pessoal com funções policiais da PSP têm estado a sofrer cortes na ordem dos 13 por cento, fundamentada pela CGA na aplicação a estas pensões do fator de sustentabilidade que a lei prevê para as reformas antecipadas.

No caso dos elementos da PSP, estes cortes não podem ser feitos porque o estatuto da Polícia prevê a reforma para os polícias aos 60 anos.

Na semana passada, O CDS/PP solicitou a presença da ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, na Assembleia da República para explicar os cortes nas pensões de reforma dos elementos da PSP.

A Associação Sindical dos Profissionais da Polícia (ASPP/PSP) também pediu, na semana passada, uma reunião ao ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, encontro que vai realizar-se a 27 de abril, disse à Lusa o presidente da ASPP, Paulo Rodrigues.

Lusa

  • Rúben Lima nega crimes de corrupção no processo Cashball
    6:04

    Desporto

    Rúben Lima, um dos oito jogadores suspeitos de terem sido aliciados por intermediários ao serviço do Sporting para beneficiar o clube de Alvalade, nega todos os crimes investigados pela Polícia Judiciária. Numa entrevista exclusiva à SIC, o jogador do Moreirense garante que não conhece nenhum dos quatro arguidos detidos no âmbito do processo Cashball.

    Exclusivo SIC

  • Partido Podemos com votação inédita em Espanha
    1:32

    Mundo

    Há uma votação inédita em Espanha. O Podemos começou esta terça-feira a decidir a continuidade do líder do partido, depois de Pablo Iglesias e a companheira terem comprado uma casa de 600 mil euros.

  • A maior obra de reconversão urbana em Portugal 20 anos depois
    3:47