sicnot

Perfil

País

População queixa-se dos impactos negativos da nova barragem em Ribeira da Pena

População queixa-se dos impactos negativos da nova barragem em Ribeira da Pena

O início dos trabalhos de construção da barragem de Daivões, no concelho de Ribeira da Pena, no distrito de Vila Real, já está a gerar críticas. A população de uma das aldeias afectadas pela subida das águas fala dos constrangimentos já sentidos.

  • Início da construção da barragem do Fridão suspenso por três anos
    2:29

    País

    O Governo anunciou hoje que não avançam as obras das barragens de Alvito, nos concelhos de Castelo Branco e Vila Velha de Ródão, e de Girabolhos, no concelho de Seia. A decisão foi tomada por acordo com as EDP e Endesa e, segundo o ministro do Ambiente, não terá custos para o Estado. Também foi decidido suspender por três anos o início da construção da barragem de Fridão, em Amarante. Os ambientalistas consideram que a decisão do Governo peca por defeito.

  • Suspensão da barragem no Tâmega sairia cara aos contribuintes, diz ministro
    1:35

    País

    O ministro do Ambiente garante que a decisão de não avançar com as obras de duas barragens foi tomada com o acordo das empresas elétricas, EDP e Endesa e, que por isso não terá custos para o Estado. João Matos Fernandes diz ainda que o Governo mantém a decisão de finalizar a construção das quatro barragens com obras em curso, por considerar que são importantes para o país cumprir as metas de produção de eletricidade com energias renováveis.

  • Português de 15 anos morre em estância de esqui em Espanha

    País

    Um jovem português morreu esta quarta-feira numa estância de esqui, em Espanha. O rapaz de 15 anos queixou-se de dores de cabeça e foi transportado para a Unidade de Cuidados de Saúde da Estância de Esqui, onde acabou por morrer.

    Em desenvolvimento

  • Europa num clima de tensão parecido ao dos anos que antecederam a 2.ª Guerra Mundial
    2:18

    Mundo

    O populismo e a demonização do outro estão a conduzir a Europa a um clima de tensão semelhante ao dos anos que antecederam a 2.ª Guerra mundial. A conclusão é do relatório anual da Amnistia internacional, que denuncia ainda que 2016 foi um ano de "implacável miséria e medo" para milhões de pessoas. Embalados pelo discurso do medo, vários governos recuaram nos direitos humanos.