sicnot

Perfil

País

Portugal está a "investir muito" na visita de António Costa a Angola

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, disse hoje que Portugal está a "investir muito" na visita do primeiro-ministro português a Angola, deslocação que já está a ser preparada.

ETIENNE LAURENT

O governante falava numa entrevista, em Lisboa, à Rádio Nacional de Angola, tendo assumido a prioridade na "próxima etapa desse relacionamento ao mais alto nível" entre Portugal e Angola.

"Estamos a investir muito, do nosso lado, no conteúdo dessa visita. Até porque, no plano económico, há vários assuntos a tratar entre os dois países", disse Augusto Santos Silva.

O ministro das Relações Exteriores de Angola, Georges Chikoti, anunciou a 17 de março, em Lisboa, que o Presidente e o primeiro-ministro de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa, respetivamente, vão visitar oficialmente Angola "em breve", em datas que serão tratadas pela via diplomática.

"Sei que houve contactos entre Luanda e Lisboa e teremos, provavelmente nos próximos tempos, a visita do Presidente e do primeiro-ministro de Portugal a Angola. Caberá agora aos nossos dois ministérios trabalhar para que consigamos encontrar as datas", sublinhou na ocasião o governante angolano.

Ainda na entrevista divulgada hoje pela rádio pública angolana, o ministro Santos Silva explicou que o Governo português expressou-se sobre a condenação dos 17 ativistas angolanos, em primeira instância, numa tomada de posição "por escrito" que foi "muito compreensível para todos".

"Que nenhum ruído, do meu conhecimento, despertou", declarou.

Os ativistas foram condenados a 28 de março a penas entre os dois anos e três meses e os oito anos e meio de prisão efetiva pelos crimes de atos preparatórios de rebelião e associação de malfeitores, tendo o Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) reagido no mesmo dia.

"Tomamos boa nota da comunicação, pela defesa, da intenção de interpor recurso judicial em face da gravidade e dimensão das penas hoje decididas pelo tribunal de primeira instância; e confiamos que a tramitação do processo, nos termos previstos na legislação angolana, obedeça aos princípios fundadores do Estado de Direito, incluindo o direito de oposição por meios pacíficos às autoridades constituídas", lê-se na nota enviada então à Lusa.

Nesta entrevista, Santos Silva recordou que o processo em causa "afetava diretamente um cidadão que tem também nacionalidade portuguesa", referindo-se ao 'rapper' luso-angolano Luaty Beirão, um dos condenados.

A diplomacia angolana avisou, a 31 de março passado, os diplomatas da União Europeia (UE) acreditados em Luanda, incluindo Portugal, que não voltaria a aceitar "ingerências" nos assuntos internos, classificando a recente declaração daqueles embaixadores sobre a condenação de 17 ativistas como uma atitude "inamistosa".

A posição foi assumida aos jornalistas pelo secretário de Estado das Relações Exteriores, Manuel Augusto, que, em nome do Governo angolano, chamou o embaixador da UE em Luanda, Gordon Kricke, para, disse, "prestar esclarecimentos" sobre a posição conjunta daquela delegação e das embaixadas dos Estados-membros.

"Nós compreendemos os valores, os princípios, os interesses e os objetivos da política externa angolana. Estou certo que Angola compreende também os valores, os princípios, os interesses, os objetivos da política externa portuguesa", reagiu, por seu turno, o chefe da Diplomacia de Portugal.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.