sicnot

Perfil

País

Abertura do Túnel do Marão dependente de certificações esperadas para maio

O Ministério do Planeamento e das Infraestruturas informou esta sexta-feira que a abertura do Túnel do Marão está dependente de certificações de segurança e operacionalidade, que espera estejam concluídas em maio.

Num esclarecimento enviado à Lusa, o gabinete do ministro Pedro Marques não antecipa data para a abertura da nova ligação entre Vila Real e Amarante, no Norte do país, indicando apenas que "as obras de construção do Túnel do Marão estão concluídas" e que "a sua abertura ao tráfego dependente de um conjunto de certificações de segurança e operacionalidade, cuja conclusão deverá ocorrer nos primeiros dias de maio".

A reação do Ministério surgiu na sequência das declarações feitas hoje pelo presidente da Comunidade Intermunicipal (CIM) Terras de Trás-os-Montes, Américo Pereira, que reclamou a resolução rápida da questão e alertou que cada dia que o Túnel do Marão continua encerrado potencialmente é mais uma morte que pode haver na estrada.

O Gabinete do Ministério do Planeamento e das Infraestruturas esclarece que as certificações pelas quais se aguarda para abrir o túnel de seis quilómetros "incluem as que se realizam obrigatoriamente em qualquer infraestrutura destinada ao tráfego automóvel", mas também outras relacionadas com o facto "de se tratar de um túnel de uma dimensão extraordinária".

O esclarecimento enviado à Lusa refere que "o Túnel do Marão disporá dos mais sofisticados e avançados sistemas de prevenção, deteção e resolução de qualquer tipo de incidente ou acidente".

Segundo a tutela, a infraestrutura rodoviária dispõe "de 11 galerias de emergência, algumas dedicadas à circulação de veículos de emergência, sistemas autónomos de energia elétrica, sistemas avançados de iluminação e ventilação, diversos sistemas de deteção de todo o tipo de incidentes com veículos, sistemas de alerta, através de megafonia e radiodifusão", entre outros.

O Túnel do Marão e mais alguns quilómetros de autoestrada são a última empreitada que falta para ligar o Porto à fronteira, em Bragança, e concluir a A4.

A infraestrutura sofreu vários atrasos, devido a questões financeiras, e a obra esteve parada quase três anos.

Os trabalhos estão concluídos e a abertura já chegou a ser anunciada sem data concreta para abril, mas os túneis continuam fechados nos dois sentidos e o trânsito continua a circular obrigatoriamente pelo sinuoso IP4 que permanecerá como alternativa na zona do Marão.

O presidente da CIM de Trás-os-Montes, Américo Pereira, afirmou hoje que "cada semana, cada dia, cada minuto que aquilo esteja encerrado é mais uma bomba que ali está em termos de provocar mais uma morte"

O autarca socialista, que é também presidente da Câmara de Vinhais, no distrito de Bragança, e que falava, em Vila Flor, à margem da apresentação do dispositivo distrital de combate a incêndios florestais, acredita que todos aqueles acidentes que conotaram o IP4 com a "estrada da morte", "teriam sido evitados", se houvesse a alternativa do túnel.

Lusa

  • As confissões de Sérgio Conceição: do futuro no FC Porto à zanga com Rui Vitória 
    43:14
  • Marcelo descobre que vê mal "ao longe à esquerda"
    2:05

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa recebeu uma declaração dos médicos contra a despenalização da eutanásia. A audiência ao atual bastonário e cinco antecessores acontece a uma semana do tema ir a debate no Parlamento, e no dia em que o Presidente da República foi a estrela do Dia da Segurança Infantil. Marcelo aproveitou para fazer um rastreio à visão e concluiu que tem que estar "atento", à esquerda, ao longe".

  • PS "vai ficar em banho-maria durante anos" por causa de Sócrates
    0:59

    País

    Miguel Sousa Tavares considera que o PS vai ficar em "banho-maria" durante anos por causa de José Sócrates. Em entrevista na SIC Notícias, o comentador criticou os dirigentes socialistas pela forma como se tentaram demarcar do ex-primeiro-ministro e disse que António Costa devia ter tomado uma atitude mais concreta.

  • Sabia que pode emprestar dinheiro a empresas e ganhar 7% em juros por ano?
    8:05
  • É desta que provam a existência do monstro de Loch Ness?

    Mundo

    Para muitos, o monstro de Loch Ness não passa de uma lenda. A verdade é que a existência ou não desta criatura mística continua a suscitar debates entre aqueles que acreditam e os cépticos. Uma equipa internacional de investigadores quer responder finalmente à questão através da recolha de ADN ambiental do Loch Ness, na Escócia.

    SIC