sicnot

Perfil

País

Seis reclusos romenos em greve de fome há 8 dias na cadeia de Custóias

Seis reclusos romenos do Estabelecimento Prisional do Custóias, no Porto, estão em greve de fome há oito dias, contra a alegada discriminação por parte da Justiça portuguesa, informou hoje o advogado de um dos grevistas.

(Arquivo/Reuters)

(Arquivo/Reuters)

© Stephen Lam / Reuters

Fernando Moura disse à Lusa que o estado de saúde dos grevistas "já começa a ser muito, muito complicado".

"E agora já admitem entrar também em greve de sede, o que irá, certamente, agravar ainda mais o seu quadro clínico", acrescentou.

Contactada pela Lusa, fonte da Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais refere que o estado de saúde dos reclusos "se mantém estável e dentro dos parâmetros próprios a quem se encontra em greve de fome".

Acrescenta que, como decorre do legalmente previsto, os reclusos foram separados da restante população prisional e estão a ser objeto de "acompanhamento clínico adequado".

Sublinha que os motivos da greve "em nada se prendem com o estabelecimento e/ou com o sistema prisional.

Segundo Fernando Moura, os reclusos, todos em prisão preventiva por furtos, dizem-se "discriminados" pela Justiça portuguesa.

"Estamos a falar de pequenos furtos, mas o que acontece é que os processos acabam por ser todos juntos para parecer uma coisa em grande e para assim de alguma forma justificar a prisão preventiva", acrescentou.

Disse ainda que os reclusos se queixam que o tribunal escolhe sempre, para os seus processos, uma tradutora da Moldávia, que não consegue traduzir corretamente a língua romena, acabando por os prejudicar, nomeadamente no que se refere às escutas telefónicas.

"Já avisámos a Amnistia Internacional e o governo romeno para o caso daqueles reclusos, que em breve pode assumir contornos dramáticos", concluiu Fernando Moura.

Inicialmente, estavam oito reclusos em greve de fome, mas dois entretanto desistiram daquela forma de protesto.

Lusa

  • O resgate dos passageiros do naufrágio em Cascais
    1:48
  • É importante que "as pessoas não tenham medo" de denunciar o tráfico humano
    0:48

    País

    Manuel Albano, relator nacional para o tráfico de pessoas, concorda com a ideia de que é necessário continuar a investir na inspeção e na fiscalização para travar o tráfico de seres humanos, mas rejeita a denúncia do sindicato dos trabalhadores do SEF, que esta quinta-feira alertou para a "falta de controlo".

  • Trocar a economia pela dança
    7:21
  • Salas de consumo assistido previstas na lei há 17 anos
    3:01
  • O que faz um guaxinim às duas da manhã num quartel de bombeiros?

    Mundo

    Os animais são muitas vezes os protagonistas de histórias incríveis ou até insólitas. Desde o cão mais pequeno ao urso mais assustador. Desta vez, o principal interveniente é um guaxinim, que foi levado até um quartel de bombeiros por uma dona muito preocupada. Porquê? O animal estava sob o efeito de drogas.

    SIC

  • "Por vezes até as princesas da Disney ficam apavoradas"

    Mundo

    A atriz norte-americana Patti Murin foi esta semana elogiada nas redes sociais por se preocupar com a sua saúde mental e não ter problemas em falar sobre o assunto. A artista faltou a um espetáculo da Disney, onde ia atuar, devido a um ataque de ansiedade.

    SIC