sicnot

Perfil

País

Bandeira Azul vai ser hasteada em 314 praias de 17 marinas

A Bandeira Azul vai ser hasteada este ano em 314 praias, mais 15 atribuições do que em 2015, ultrapassando pela primeira vez a barreira das três centenas, anunciou hoje o presidente da associação promotora em Portugal.

(Arquivo)

(Arquivo)

LUSA

O galardão vai ser entregue também a 17 marinas, mais duas do que no ano passado.

No ano em que se comemoram 30 anos de Bandeira Azul, sob o mote "Trinta anos, trinta critérios, um objetivo", José Archer referiu que o facto de a Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE) atribuir mais de 300 distinções a praias é uma marca "significativa".

Este número "representa aproximadamente 55% das praias designadas com reconhecimento oficial em Portugal", colocando, percentualmente, o país no topo a nível mundial, afirmou o responsável aos jornalistas, após a conferência de imprensa de anúncio das atribuições deste ano, em Lisboa.

Em termos de valores brutos, Portugal, com 314 Bandeiras Azuis, é o quinto país com mais galardões conferidos, entre os 54 países que os atribuem, atrás da Espanha (578), Turquia (436), Grécia (395) e França (379).

Do total das bandeiras que vão ser hasteadas nas praias portuguesas, 292 são em praias costeiras e 22 são em praias fluviais, registando-se entre elas 10 que nunca tinham recebido a distinção.

Adaúfe (concelho de Braga, na região Norte); Piódão (Arganil), Bogueira (Lousã), São Pedro da Maceda (Ovar) e Torrão do Lameiro (Ovar), na região Centro; Bolestim (Vila de Rei, na zona que a associação denomina Tejo); Rocha Baixinha (Albufeira) e Amoreira Mar (Aljezur), no Algarve; Furna de Santo António (São Roque do Pico, Açores) e Cabeço da Ponta (Porto Santo, Madeira) são as novidades da lista.

Em termos de reentradas em relação ao ano passado, registaram-se 14, enquanto nove praias deixaram de ter a distinção.

Saíram as praias da Senhora da Boa Nova (Matosinhos), da Crismina, da Rainha, da Conceição, da Duquesa e da Poça (Cascais), da Roca Mar, do Garajau (Santa Cruz, na Madeira) e a Praia (Santa Cruz da Graciosa).

As praias da Rua 37, da Frente Azul (Espinho), da Congida (Freixo de Espada à Cinta), da Lagoa (Póvoa de Varzim), da Quinta do Barco (Sever do Vouga), de São Martinho do Porto (Alcobaça), de São Bernardino (Peniche), da Armona Ria (Olhão) e a praia Atlântica (Grândola) foram as que voltaram a conquistar a bandeira em Portugal continental.

Nas ilhas, as praias que reentraram para a lista foram as do Clube Naval do Funchal, dos Reis Magos (Santa Cruz),do Almoxarife, do Porto Pim (Horta) e dos Moinhos (Ribeira Grande).

A região Norte conta este ano com 69 bandeiras nas praias (mais quatro do que em 2015), o Centro ganhou cinco, tendo um total de 32, a região Tejo tem 52 (menos duas do que no ano passado) e o Alentejo 27 (mais uma do que em 2015).

O Algarve continua a ser a região do país com mais praias galardoadas, tendo agora 88 (mais três), os Açores ficam com 34 bandeiras (mais três) e a Madeira conta com 12 (mais uma).

Comparativamente ao ano passado, as marinas/portos de recreio receberam duas bandeiras a mais, perfazendo um total de 17.

As duas entradas registaram-se na Madeira - Funchal e Quinta do Lorde -, que não tinha qualquer marina distinguida em 2015.

Os Açores são a região com mais marinas galardoadas (cinco), seguida do Algarve (quatro) e do Tejo e do Alentejo (cada uma com três).

A associação revelou estarem planeadas para este verão 707 atividades de educação ambiental, em 650 praias e 57 marinas, havendo ainda concurso sobre práticas sustentáveis e códigos de conduta.

Tendo em conta os critérios de atribuição da Bandeira Azul, desde a "informação e educação ambiental", "qualidade da água", "gestão ambiental e equipamentos" e "segurança e serviços", o presidente da ABAE, José Archer, considera que a possibilidade de se hastearem 314 bandeiras este ano é reflexo "de um caminho de sucesso".

José Archer afirmou que se atingiu o objetivo de "ter a Bandeira Azul representada como uma marca de desenvolvimento sustentável, uma marca de confiança" das praias portuguesas.

As cerimónias oficiais de hastear das primeiras Bandeiras Azuis de 2016 estão programadas para 01 de junho, no concelho de Mafra, 03 de junho, no Porto de Recreio de Sines e no dia 17 de junho, em Góis.

Lusa

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55
  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Condutores apanhados a mais de 200 em corridas ilegais na Ponte Vasco da Gama
    1:25
  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Reino Unido em alerta máximo de terrorismo

    Mundo

    O Reino Unido elevou o alerta de terrorismo para o nível máximo depois das declarações, esta quinta-feira, do chefe das secretas britânicas. O diretor do MI6 está preocupado com eventuais ataques contra o Reino Unido e outros aliados.

  • Uma "cidade fantasma" na Letónia
    3:10
  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47