sicnot

Perfil

País

DGS lança manual de nutrição no desporto e alerta para "pretensos especialistas"

A Direção-geral da Saúde (DGS) lançou hoje um manual sobre nutrição no desporto que pretende ter um conjunto de orientações com base científica para todos os que praticam e prescrevem exercício físico.

© Philip Brown / Reuters

"Os praticantes de desporto de todos os níveis, desde aspirantes a profissionais, são hoje confundidos por uma grande profusão de informação de má qualidade, nomeadamente na internet", refere o manual "Nutrição no Desporto".

A DGS admite que há "muitos pretensos especialistas" a aconselhar produtos ou estratégias alimentares sem base científica e com riscos, "muitas vezes a coberto de interesses comerciais".

Neste manual hoje lançado e acessível através do site da DGS, são abordados vários temas, como a relação da alimentação com o rendimento e a recuperação do exercício através de estratégias nutricionais bem escolhidas e individualmente planeadas.

O documento pretende resumir estratégias, "focando-se no cálculo das necessidades energéticas do atleta, do tipo, quantidade e momento de ingestão nutricional e de fluidos para manter e promover uma ótima saúde e adaptação ao treino"

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.