sicnot

Perfil

País

Obras do eixo central de Lisboa suprimem 60 lugares de estacionamento

A Câmara de Lisboa informou hoje que as obras de requalificação do eixo central da cidade, abrangendo as avenidas Fontes Pereira de Melo e da República, vão levar à redução de 60 lugares de estacionamento.

CML

"Situamos em cerca de 60 o número de lugares global que é perdido", disse o presidente da autarquia, Fernando Medina (PS), que falava aos jornalistas no terreno da antiga Feira Popular, onde está colocado o principal estaleiro das obras que hoje se iniciaram.

O autarca acrescentou que as alterações introduzidas ao projeto "fazem com que a norte do Saldanha [Avenida Elias Garcia] haja até algum ganho líquido pequeno face à situação atual", de sete lugares.

Entre as mudanças está o parqueamento em espinha, nomeadamente nas avenidas Miguel Bombarda, João Crisóstomo e António José de Almeida, onde foi possível criar 94 lugares.

"A sul do Saldanha, na [Avenida] Fontes Pereira de Melo, não há alteração face à situação que conhecemos", indicou.

De acordo com Fernando Medina, a principal redução verifica-se na praça Duque de Saldanha, zona que é, contudo, "muitíssimo bem servida de parques de estacionamento, quer seja no Saldanha Residence, no Monumental, na Maternidade Alfredo da Costa e, um pouco mais acima, no largo do Arco do Cego(...) e no Campo Pequeno".

O estacionamento tem sido a principal preocupação de moradores, mas Fernando Medina garantiu que esta "é uma diminuição com pouco significado".

Além disso, a autarquia chegou a acordo com operadoras de parques privados para assegurar 165 lugares alternativos com avenças mensais de 25 euros, valor mais baixo do que é praticado, recordou.

Inicialmente, a Câmara estimou uma redução de 300 lugares de estacionamento.

As intervenções arrancaram hoje na Avenida Fontes Pereira de Melo, onde estarão suprimidas duas (uma em cada sentido) das seis vias por três meses.

Das quatro vias restantes, duas (também uma em cada sentido) são destinadas a transportes públicos, mas durante este período serão partilhadas com o transporte individual.

Ao mesmo tempo, haverá trabalhos na Avenida da República junto a Entrecampos.

Admitindo que este seja o período mais complicado de toda a obra, a autarquia recomenda aos condutores encontrarem caminhos alternativos.

Para orientar os automobilistas, a Câmara está a colocar sinalização em locais como a A5, Segunda Circular, IC19 e Radial de Benfica, especificou Fernando Medina, sublinhando que o objetivo é "minorar o impacto das obras".

"Vai também ser colocada sinalização de âmbito mais local, que permita usar a Avenida Defensores de Chaves e a Avenida 5 de Outubro como complementos à circulação", assinalou o autarca.

Acresce que está "em curso uma operação especial por parte da Polícia Municipal tendente a assegurar a fluidez do trânsito", combatendo o estacionamento em segunda fila, adiantou.

Orçada em 7,5 milhões de euros, a intervenção tem uma duração estimada de nove meses.

Em causa está o alargamento dos passeios, a criação de zonas verdes e de estadia, a repavimentação das faixas de rodagem (feita durante a noite), o reordenamento do estacionamento e a criação de uma ciclovia bidirecional, no âmbito do programa "Uma praça em cada bairro".

Na ótica do presidente do município, a empreitada "vai mudar a forma como todos podem usufruir da cidade".

  • Os melhores do mundo pela FIFA da última década

    Desporto

    O português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi têm repartido de forma igual os prémios de melhor jogador do mundo pela FIFA, na última década. Apesar destes dois nomes serem os mais falados, muitos outros jogadores foram nomeados para o prémio. Conheça a lista dos nomeados e dos vencedores desde 2007.

  • Tudo o que precisa saber sobre a moção de censura

    País

    O Governo minoritário do PS enfrenta esta terça-feira a sua primeira moção de censura, a 29.ª em 43 anos de democracia, mas PCP, BE e PEV já anunciaram que vai "chumbar" a iniciativa do CDS-PP. Esta é a sétima moção de censura apresentada pelo CDS-PP e a 29.ª a ser discutida na Assembleia da República. Os três partidos de esquerda que têm apoiado o executivo, PCP, BE e PEV, já anunciaram que votam contra. Com os votos do PS, a moção é chumbada.

  • O preconceito em relação aos transexuais
    34:09
  • "Isto destrói famílias"
    0:46
  • Falta de gado ameaça produção do queijo da Serra da Estrela
    3:35

    País

    A devastação provocada pelos últimos incêndios foi um rude golpe na economia da região Centro do país. Algumas empresas já começaram os trabalhos de reconstrução, mas os produtores de gado temem não conseguir repôr os animais, deixando em risco a produção do queijo Serra da Estrela.

  • Eurodeputados homenageiam vítimas dos fogos
    1:38

    País

    A União Europeia vai doar os 50 mil euros do prémio Princesa das Astúrias às populações afetadas pelos incêndios em Portugal e Espanha. A Comissão Europeia continua a avaliar o pedido ao Fundo Europeu de Solidariedade, mas o pedido deverá ainda ser atualizado para incluir os prejuízos causados pelos incêndios da semana passada.

  • Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado debates com as bases do PSD
    0:40

    País

    Pedro Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado a realização de debates com as bases do partido. Fernando Negrão, responsável pela candidatura de Santana Lopes à presidência do PSD, já tinha advertido em comunicado que a posição de Rui Rio poderia também inviabilizar quaisquer outros frente a frente, incluindo os organizados pela comunicação social. Santana Lopes está na Guarda, no primeiro jantar com apoiantes desde que anunciou a candidatura.