sicnot

Perfil

País

Obras do eixo central de Lisboa suprimem 60 lugares de estacionamento

A Câmara de Lisboa informou hoje que as obras de requalificação do eixo central da cidade, abrangendo as avenidas Fontes Pereira de Melo e da República, vão levar à redução de 60 lugares de estacionamento.

CML

"Situamos em cerca de 60 o número de lugares global que é perdido", disse o presidente da autarquia, Fernando Medina (PS), que falava aos jornalistas no terreno da antiga Feira Popular, onde está colocado o principal estaleiro das obras que hoje se iniciaram.

O autarca acrescentou que as alterações introduzidas ao projeto "fazem com que a norte do Saldanha [Avenida Elias Garcia] haja até algum ganho líquido pequeno face à situação atual", de sete lugares.

Entre as mudanças está o parqueamento em espinha, nomeadamente nas avenidas Miguel Bombarda, João Crisóstomo e António José de Almeida, onde foi possível criar 94 lugares.

"A sul do Saldanha, na [Avenida] Fontes Pereira de Melo, não há alteração face à situação que conhecemos", indicou.

De acordo com Fernando Medina, a principal redução verifica-se na praça Duque de Saldanha, zona que é, contudo, "muitíssimo bem servida de parques de estacionamento, quer seja no Saldanha Residence, no Monumental, na Maternidade Alfredo da Costa e, um pouco mais acima, no largo do Arco do Cego(...) e no Campo Pequeno".

O estacionamento tem sido a principal preocupação de moradores, mas Fernando Medina garantiu que esta "é uma diminuição com pouco significado".

Além disso, a autarquia chegou a acordo com operadoras de parques privados para assegurar 165 lugares alternativos com avenças mensais de 25 euros, valor mais baixo do que é praticado, recordou.

Inicialmente, a Câmara estimou uma redução de 300 lugares de estacionamento.

As intervenções arrancaram hoje na Avenida Fontes Pereira de Melo, onde estarão suprimidas duas (uma em cada sentido) das seis vias por três meses.

Das quatro vias restantes, duas (também uma em cada sentido) são destinadas a transportes públicos, mas durante este período serão partilhadas com o transporte individual.

Ao mesmo tempo, haverá trabalhos na Avenida da República junto a Entrecampos.

Admitindo que este seja o período mais complicado de toda a obra, a autarquia recomenda aos condutores encontrarem caminhos alternativos.

Para orientar os automobilistas, a Câmara está a colocar sinalização em locais como a A5, Segunda Circular, IC19 e Radial de Benfica, especificou Fernando Medina, sublinhando que o objetivo é "minorar o impacto das obras".

"Vai também ser colocada sinalização de âmbito mais local, que permita usar a Avenida Defensores de Chaves e a Avenida 5 de Outubro como complementos à circulação", assinalou o autarca.

Acresce que está "em curso uma operação especial por parte da Polícia Municipal tendente a assegurar a fluidez do trânsito", combatendo o estacionamento em segunda fila, adiantou.

Orçada em 7,5 milhões de euros, a intervenção tem uma duração estimada de nove meses.

Em causa está o alargamento dos passeios, a criação de zonas verdes e de estadia, a repavimentação das faixas de rodagem (feita durante a noite), o reordenamento do estacionamento e a criação de uma ciclovia bidirecional, no âmbito do programa "Uma praça em cada bairro".

Na ótica do presidente do município, a empreitada "vai mudar a forma como todos podem usufruir da cidade".

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Desporto

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Desporto

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Mais cinco ilhas dos Açores sob aviso vermelho

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta quarta-feira para vermelho o aviso para as cinco ilhas do grupo central dos Açores, onde no Faial o vento atingiu os 150 quilómetros por hora.

  • Votações sobre o mapa judiciário geram tensão no Parlamento
    2:01

    País

    O momento das votações no Parlamento ficou marcado por alguma tensão. Depois de aprovadas, em comissão, as alterações ao mapa judiciário, o PSD opôs-se a que o diploma fosse votado em plenário, uma vez que não fazia parte da versão inicial do guião de votações. A esquerda acusou os sociais-democratas de terem motivações estritamente políticas e não regimentais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.