sicnot

Perfil

País

Portugal sinalizou 193 casos suspeitos de tráfico humano em 2015

Os casos suspeitos de vítimas de tráfico de seres humanos em Portugal diminuíram ligeiramente em 2015, quando foram sinalizados 193, menos quatro do que em 2014, segundo o Observatório do Tráfico de Seres humanos (OTSH).

(Arquivo)

(Arquivo)

LUSA

O relatório de 2015 daquele organismo tutelado pelo Ministério da Administração Interna (MAI) adianta que das 193 sinalizações, 135 dizem respeito a casos detetados em Portugal e 58 a portugueses residentes no estrangeiro.

Segundo o relatório anual, que a agência Lusa teve acesso, em 2015 registou-se um ligeiro decréscimo do número total de sinalizações (menos quatro), influenciado apenas pelas situações detetadas em Portugal (menos 47 registos), uma vez que mais do que triplicaram as presumíveis situações de tráfico de seres humanos de portugueses no estrangeiro.

No entanto, o número de crimes de tráfico de seres humanos registados pelas autoridades policiais registou um ligeiro aumento, mais cinco registos do que em 2014.

O mesmo documento, publicado na página da internet do OTSH, acrescenta que este crescimento tem sido regular desde 2013, ano em que as polícias registaram 38 crimes, passando para 28, em 2014, e 48 em 2015.

O OTSH ressalva que não se deve realizar uma leitura direta entre o número de crimes registados e as vítimas sinalizadas.

Das 193 sinalizações de 2015, as autoridades confirmaram 32 vítimas de tráfico de seres humanos, encontrando-se as restantes classificadas como "pendente/em investigação, não confirmado, sinalizado e não considerado".

O tráfico para fins de exploração laboral, nomeadamente no setor agrícola, continua a ser a principal forma de exploração sinalizada e com mais vítimas confirmadas.

Em 2015, verificou-se uma diminuição significativa das presumíveis sinalizações de vítimas de tráfico para fins de exploração sexual em Portugal.

O documento indica igualmente que Portugal manteve-se, em 2015, como país de destino (64 por cento do total das sinalizações), mas sem o peso de anos anteriores.

De acordo com o OTSH, do total das 32 vítimas confirmadas o ano passado, 12 encontram-se na categoria de Portugal como país de destino, sendo que 10 reportavam-se a tráfico interno.

O relatório mostra também que a maioria das sinalizações ocorreu nos distritos de Leiria, Lisboa e Évora, com um total de 81 casos referenciados.

No que respeita às vítimas confirmadas, surgem nos primeiros lugares os distritos de Portalegre, Bragança e Lisboa.

O observatório destaca que 65 por cento das situações de exploração laboral ocorrem sobretudos em áreas rurais, enquanto 75 por cento dos registos de exploração sexual surgem essencialmente nas zonas urbanas.

O organismo do MAI refere igualmente que a maioria das vítimas detetadas em Portugal é europeia, destacando-se as 33 de nacionalidade romena, seguindo-se as de origem africana (17), sobretudo da Nigéria (17), e Brasil (oito).

Das 135 sinalizações em Portugal como presumíveis vítimas de tráfico de seres humanos, 18 são menores e 116 são adultos.

Lusa

  • Homem detido por suspeita de tráfico de pessoas
    1:55

    País

    A judiciária do Porto deteve um homem, de 53 anos, de Santa Maria da Feira, por suspeita de tráfico de seres humanos. Na investigação, foram identificadas cinco vítimas de trabalho escravo que eram obrigadas a assaltar casas. Ao que tudo indica, o suspeito aliciava as vítimas com promessas de trabalho na construção civil mas, posteriormente, obrigava-as a trabalhar de dia e roubar à noite.

  • Os efeitos dos incêndios na natureza
    2:46

    País

    Cheias frequentes, erosão dos solos e contaminação dos rios e albufeiras são as previsões unânimes da comunidade científica para os próximos tempos, na sequência dos incêndios florestais. À SIC, o hidrobiólogo Adriano Bordalo Sá e o investigador de recursos florestais Rui Cortes alertam: é necessário começar a tratar da terra queimada o mais rapidamente possível.

  • Número de vítimas mortais dos incêndios sobe para 45

    País

    Uma pessoa que estava internada no Hospital da Prelada, Porto, na sequência dos incêndios do dia 15 nas regiões Centro e Norte, morreu hoje, anunciou a unidade hospitalar, subindo assim para 45 o número de vítimas mortais daqueles fogos.

  • Os melhores do mundo pela FIFA da última década

    Desporto

    O português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi têm repartido de forma igual os prémios de melhor jogador do mundo pela FIFA, na última década. Apesar destes dois nomes serem os mais falados, muitos outros jogadores foram nomeados para o prémio. Conheça a lista dos nomeados e dos vencedores desde 2007.

  • Achado inédito encontrado na nau de Vasco da Gama naufragada em Omã

    Mundo

    Uma equipa de investigadores afirma ter encontrado, ao largo da costa de Omã, o mais antigo instrumento de navegação alguma vez descoberto. O achado arqueológico é um astrolábio e terá sido localizado no meio do que resta da nau Esmeralda, da frota de Vasco da Gama, naufragada no Oceano Índico em 1503.

    SIC

  • "Isto destrói famílias"
    0:46
  • Eurodeputados homenageiam vítimas dos fogos
    1:38

    País

    A União Europeia vai doar os 50 mil euros do prémio Princesa das Astúrias às populações afetadas pelos incêndios em Portugal e Espanha. A Comissão Europeia continua a avaliar o pedido ao Fundo Europeu de Solidariedade, mas o pedido deverá ainda ser atualizado para incluir os prejuízos causados pelos incêndios da semana passada.