sicnot

Perfil

País

Idosa mata colega de quarto com bengala num lar em Ourique

Uma idosa, de 69 anos, matou outra, de 88 anos, com uma bengala, no domingo à noite, no lar da Santa Casa da Misericórdia de Ourique, no Alentejo, disse hoje à agência Lusa fonte da GNR.

Arquivo Reuters

A homicida "agrediu violentamente" a vítima com uma bengala, provocando-lhe a morte, explicou a fonte, precisando que o crime ocorreu cerca das 22:50 de domingo no quarto que as duas idosas partilhavam no lar da Santa Casa da Misericórdia de Ourique, no distrito de Beja.

Segundo a fonte, a GNR deslocou-se ao lar e, por se tratar de um homicídio, entregou o caso à Polícia Judiciária (PJ), que encaminhou a homicida sob custódia para o serviço de psiquiatria do hospital de Beja.

A mesma fonte da GNR disse que se desconhecem, por enquanto, os motivos do homicídio.

Num comunicado enviado à Lusa, a Santa Casa da Misericórdia de Ourique lamenta a morte da idosa, que ocorreu "em circunstâncias ainda não devidamente esclarecidas".

Segundo a Misericórdia de Ourique, a idosa que "alegadamente agrediu mortalmente a vítima estava a ser acompanhada pelo serviço de psiquiatria do hospital de Beja, que lhe concedeu altas consecutivas".

A Santa Casa da Misericórdia de Ourique refere que já disponibilizou apoio psicológico à família da vítima e que, "oportunamente", dará "outros possíveis esclarecimentos" sobre o caso, que "não se encontram em segredo de justiça".

  • Governo vai avaliar situação da associação Raríssimas
    1:41

    País

    O Governo promete avaliar a situação da instituição Raríssimas e agir em conformidade, depois da denúncia de alegadas irregularidades na gestão financeira. A presidente da instituição terá usado dinheiro da Raríssimas para gastos pessoais como vestidos de alta-costura e alimentação. Esta é uma instituição que apoia doentes e famílias que convivem de perto com doenças raras. 

  • Diáconos permanentes: quem são e que cargo ocupam na comunidade católica
    10:04
  • Múmia quase intacta descoberta em Luxor
    1:23

    Mundo

    O Egito anunciou, este sábado, a descoberta de dois pequenos túmulos com 3.500 anos na cidade de Luxor. Foram também encontrados uma múmia em bom estado de conservação, uma estátua do deus Ámon Ra e centenas de artefactos de madeira e cerâmica ou pinturas intactas.