sicnot

Perfil

País

Quercus quer saber localização de "cinzas perigosas" da Lipor

A Quercus questionou hoje qual o destino dado pela Lipor às cinzas da sua central de incineração que diz serem perigosas e que devem ser enviadas para tratamento em unidades especializadas.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Henry Romero / Reuters

"Levanta-se a questão de saber qual tem sido o destino das cinzas perigosas da Lipor produzidas nos últimos meses", refere a associação ambientalista em comunicado hoje divulgado.

Segundo a Quercus, a empresa Lipor "pretendia enviar para um aterro de resíduos não perigosos as cinzas volantes provenientes da sua central de incineração de resíduos urbanos após as mesmas passarem por um processo de solidificação com cimento".

Os ambientalistas referem ter tido acesso a uma carta da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) segundo a qual "o processo de solidificação das cinzas perigosas, através da adição de cimento, não elimina a perigosidade das cinzas".

Defende a Quercus que "mesmo com o cimento, as cinzas volantes da central de incineração da Lipor continuam a ser classificadas como resíduos perigosos".

Por esse motivo devem essas "cinzas perigosas" ser "encaminhadas para tratamento em unidades especializadas neste tipo de resíduos perigosos e não para aterros de resíduos banais como a Lipor pretendia".

Perante a informação de que a Lipor procurava um novo aterro para o efeito, a Quercus quer agora "saber onde estão a ser colocadas essas cinzas perigosas".

"A célula da Lipor terá enchido, o que fez entretanto?", questiona Rui Berkemeier, Coordenador do Centro de Informação de Resíduos da Quercus segundo o qual "o Ministério do Ambiente tem de saber junto da Lipor o que se está a passar com as cinzas perigosas".

A associação ambientalista diz ainda ter já questionado por três vezes os serviços do Ministério do Ambiente sobre a "não existência de licença da Lipor para o tratamento de resíduos perigosos".

"Até à data ainda não houve qualquer resposta, o que é inaceitável", criticam.

Lusa

  • Bernardo Silva no City? O que Pep Guardiola disse ao português na Champions
    0:34
  • A promessa e a peregrinação do Presidente no Luxemburgo
    2:28
  • "O Brasil não parou e não vai parar"
    1:33

    Mundo

    O Presidente do Brasil diz ter condições para continuar à frente do Palácio do Planalto. Num vídeo publicado no Twitter, Michel Temer garante que o país não parou, nem vai parar, mas há uma nova gravação que pode comprometer o futuro do chefe de Estado.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57