sicnot

Perfil

País

Secretário-geral da ONU assiste ao debate quinzenal no Parlamento

O presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, recebe na sexta-feira, pelas 11:15, o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, altura em que no plenário haverá debate quinzenal com a presença do primeiro-ministro.

Ban Ki-moon, secretário geral da ONU.

Ban Ki-moon, secretário geral da ONU.

© Denis Balibouse / Reuters

Este debate quinzenal, como é habitual quando acontece às sextas-feiras, começa às 10:00 e dura cerca de duas horas, o que levará seguramente Ferro Rodrigues a pedir a um dos seus vice-presidentes para o substituir na condução dos trabalhos em plenário na segunda metade do debate, por forma a poder receber o secretário-geral das Nações Unidas.

O secretário-geral das Nações Unidas estará em Portugal quinta e sexta-feira a convite do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, tendo encontros com o primeiro-ministro, António Costa, e com o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.

Após o encontro com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa condecora Ban Ki-moon e oferece-lhe um almoço em Belém.

Nas conversas com representantes de órgãos de soberania portugueses, um dos temas será a candidatura do antigo primeiro-ministro António Guterres à sua sucessão no cargo de secretário-geral das Nações Unidas, isto sabendo-se que Ban Ki-moon abandona o cargo que desempenha há dez anos no final deste ano.

Na quinta-feira, o responsável máximo das Nações Unidas encontra-se no Museu do Oriente com um grupo de estudantes sírios radicados em Portugal.

Os estudantes pertencem à Plataforma Global de Assistência Académica de Emergência a Estudantes Sírios - uma iniciativa do antigo Presidente da República Jorge Sampaio, que já trouxe até Portugal cerca de uma centena de estudantes universitários deste país.

Lusa

  • "O bom senso obriga a acordo para a estabilização do sistema financeiro"
    2:06

    Economia

    O Presidente da República disse esta quarta-feira que "o bom senso obriga a que todos estejam de acordo para a estabilização do sistema financeiro". Num aparente recado a Passos Coelho, Marcelo apelou a um consenso de regime e avisou que "não há prazer tático que justifique o desgaste" provocado pelas divisões atuais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.