sicnot

Perfil

País

Secretário-geral da ONU assiste ao debate quinzenal no Parlamento

O presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, recebe na sexta-feira, pelas 11:15, o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, altura em que no plenário haverá debate quinzenal com a presença do primeiro-ministro.

Ban Ki-moon, secretário geral da ONU.

Ban Ki-moon, secretário geral da ONU.

© Denis Balibouse / Reuters

Este debate quinzenal, como é habitual quando acontece às sextas-feiras, começa às 10:00 e dura cerca de duas horas, o que levará seguramente Ferro Rodrigues a pedir a um dos seus vice-presidentes para o substituir na condução dos trabalhos em plenário na segunda metade do debate, por forma a poder receber o secretário-geral das Nações Unidas.

O secretário-geral das Nações Unidas estará em Portugal quinta e sexta-feira a convite do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, tendo encontros com o primeiro-ministro, António Costa, e com o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.

Após o encontro com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa condecora Ban Ki-moon e oferece-lhe um almoço em Belém.

Nas conversas com representantes de órgãos de soberania portugueses, um dos temas será a candidatura do antigo primeiro-ministro António Guterres à sua sucessão no cargo de secretário-geral das Nações Unidas, isto sabendo-se que Ban Ki-moon abandona o cargo que desempenha há dez anos no final deste ano.

Na quinta-feira, o responsável máximo das Nações Unidas encontra-se no Museu do Oriente com um grupo de estudantes sírios radicados em Portugal.

Os estudantes pertencem à Plataforma Global de Assistência Académica de Emergência a Estudantes Sírios - uma iniciativa do antigo Presidente da República Jorge Sampaio, que já trouxe até Portugal cerca de uma centena de estudantes universitários deste país.

Lusa

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.