sicnot

Perfil

País

Ex-coordenador da PJ Dias Santos passa para prisão domiciliária

O juiz Carlos Alexandre, do Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC), alterou hoje a medida de coação do ex-coordenador da PJ na reforma Carlos Dias Santos para prisão domiciliária com pulseira eletrónica.

Dias Santos foi coordenador no departamento de combate ao tráfico de estupefacientes, Ricardo Macedo ocupava agora uma posição de chefia no mesmo departamento

Dias Santos foi coordenador no departamento de combate ao tráfico de estupefacientes, Ricardo Macedo ocupava agora uma posição de chefia no mesmo departamento

SIC

Segundo Melo Alves, advogado do arguido, a alteração da medida de coação aplicada a Dias Santos, que se encontrava em prisão preventiva desde 14 de abril, foi alterada na sequência de um requerimento que apresentou àquele juiz do TCIC.

Além de Dias Santos, vão ainda para prisão domiciliária com pulseira eletrónica mais três arguidos do processo.

Em prisão preventiva vão continuar o inspetor-chefe da Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes (UNCTE), Ricardo Macedo, e o cabo da GNR do destacamento de Torres Vedras José Manuel Baltazar Silva.

Na sequência da "Operação Aquiles", desencadeada no início de abril, foram constituídos 17 arguidos, 15 dos quais foram presentes a tribunal no dia 14 de abril.

O processo envolve suspeitas de corrupção ativa e passiva, tráfico de droga agravado, associação criminosa e branqueamento de capitais.

Carlos Dias Santos esteve 38 anos na PJ e pertenceu à Direcção Central de Investigação de Tráfico de Estupefacientes (DCITE) e à Direcção Central de Combate ao Banditismo (DCCB). Já o inspetor-chefe Ricardo Macedo trabalhava na UNCTE.

A investigação está a cargo da Unidade Nacional de Combate à Corrupção, em colaboração com a Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefaciente, num inquérito dirigido pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal.

Com Lusa

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Jane Goodall iniciou palestra com sons semelhantes aos dos chimpanzés
    2:18

    País

    A investigadora Jane Goodall esteve esta quinta-feira em Lisboa para participar numa conferência da National Geographic. A primatóloga começou o seu discurso com sons semelhantes aos dos chimpanzés. Numa entrevista à SIC, Goodall falou sobre os chimpanzés e sobre o trabalho que continua a desenvolver em todo o mundo, em prol do ambiente, dos animais e das pessoas. 

  • NATO vai aumentar luta contra o terrorismo

    Mundo

    O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, disse que os aliados da NATO concordaram esta quinta-feira em aumentar a luta contra o terrorismo e em "investir mais e melhor" na Aliança.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.