sicnot

Perfil

País

Exercício físico ajuda a diminuir sintomas de Alzheimer

Investigadores da Universidade do Porto (UPorto) estão a desenvolver um estudo sobre os efeitos da atividade física, realizada de forma sistemática, na diminuição da sintomatologia e da neurodegenerescência de alguns tecidos afetados pela doença de Alzheimer e pelo envelhecimento.

© Will Burgess / Reuters

O projeto "Efeitos da atividade física ao longo da vida na disfunção cerebral - Relevância dos mecanismos mitocondriais na doença de Alzheimer e no Envelhecimento" foi iniciado em 2013, pelo Centro de Investigação em Atividade Física, Saúde e Lazer (CIAFEL) da FADEUP.

Em declarações à Lusa, um dos coordenadores, José Magalhães, disse que através dos "benefícios já reconhecidos do exercício físico noutros contextos da doença" pretendem "perceber de que forma esta ferramenta não farmacológica pode também atenuar ou reverter algumas consequências deletérias associadas a esta patologia".

Este estudo, em particular, centra-se no papel do exercício na funcionalidade de "um organelo celular muito associado à produção de energia à produção de energia, mas que desempenha outras funções celulares, a mitocôndria", esclareceu António Ascensão, outro dos coordenadores do projeto.

Segundo o investigador, a mitocôndria está "implicada na produção de espécies reativas de oxigénio e na sinalização celular. Por isso, pensa-se ter um papel fundamental nos mecanismos de adaptação induzidos pelo exercício físico em muitas patologias".

O estudo é realizado com cobaias animais, nos quais os investigadores induziram condições que mimetizam a disfunção cognitiva associada a esta patologia, explicou José Magalhães.

Utilizando animais distribuídos por vários grupos experimentais, nos quais é ou não induzida a patologia e é imposta ou não a prática de exercício físico, é fornecida uma panóplia de condições que permite aos investigadores analisar e comparar os diferentes resultados.

Deste modo, é possível verificar em que medida as características comportamentais ou bioquímicas associadas à doença podem ser atenuadas ou revertidas, pela prática regular de exercício físico, esclareceu o coordenador.

A prática de exercício físico, "ainda que mecanicamente centrada no músculo esquelético, promove a libertação de um conjunto de proteínas e moléculas que a partir dele se espalham para todo o corpo, acabando por ter efeitos à distância e afetando positivamente um conjunto importante de órgãos", referiu António Ascensão.

Este projeto surgiu na sequência de outros trabalhos realizados pelo mesmo grupo, nos quais foram observados efeitos benéficos do exercício físico na melhoria da funcionalidade de diversos tecidos, nomeadamente no tecido cardíaco, hepático ou adiposo.

Na investigação colaboram ainda investigadores da Faculdade de Medicina e do Instituto de Biologia Molecular e Celular da UPorto, do Centro de Neurociências e Biologia Celular, da Universidade de Coimbra e do Departamento de Fisiologia e Imunologia da Faculdade de Biologia da Universidade de Barcelona.

O projeto, que finaliza em inícios de 2017, foi financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) em cerca de 100 mil euros.

Lusa

  • Equipa da SIC impedida de entrar na Venezuela

    País

    A SIC tinha uma equipa a caminho da Venezuela para cobrir as eleições da Assembleia Constituinte que decorrem no domingo. No entanto o jornalista Luís Garriapa e o repórter de imagem Odacir Junior foram impedidos de entrar no país. A equipa de reportagem foi barrada à chegada ao aeroporto de Caracas.

  • "Fomos considerados inadmissíveis no território da Venezuela"
    4:43

    País

    O jornalista Luís Garriapa entrou em direto no Jornal da Noite, para explicar o que aconteceu esta quinta-feira, no aeroporto de Caracas. A equipa de reportagem de SIC foi impedida de entrar na Venezuela, onde ia cobrir as eleições da Assembleia Constituinte, marcadas para domingo.

  • Oposição alarga protesto e anuncia "tomada da Venezuela"

    Mundo

    A oposição venezuelana recusou esta quinta-feira a proibição de manifestações decretada pelo Governo e avisou que, em resposta, ampliará o protesto previsto para sexta-feira, passando de uma "tomada de Caracas" para uma "tomada da Venezuela".

  • Marcelo lembra como foi tratada a tragédia durante a ditadura
    2:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar diretamente a polémica em torno da lista das vítimas mortais de Pedrógão Grande, mas recorreu às cheias de 1967 para lembrar como as tragédias eram tratadas no tempo da ditadura. O Presidente da República defendeu que não é possível esconder a dimensão de uma tragédia num regime democrático. Há 50 anos, Marcelo Rebelo de Sousa acompanhou de perto a forma como o regime tentou esconder a verdadeira dimensão do incidente.

  • Ministra admite falhas no SIRESP no presente e no passado
    2:35

    País

    A ministra da Administração Interna admitiu, esta quinta-feira, que o SIRESP falha no presente tal como já falhou no passado, quando a tutela pertencia ao Governo PSD. Os sociais-democratas quiserem ouvir Constança Urbano de Sousa na comissão parlamentar mas desta vez a ministra defendeu-se com um ataque. 

  • À descoberta de Dago, o destroço mais visitado em mergulho de profundidade
    13:51
  • Uma viagem aérea pela aldeia histórica de Monsanto
    0:50
  • Quase três mil toneladas de plástico ameçam tartarugas no Mediterrâneo
    2:35

    Mundo

    O Mar Mediterrâneo está sob a ameaça de se tornar uma lixeira com três mil toneladas de plástico a flutuarem entre a Europa e África. Há milhões de turistas a nadarem nestas águas e há espécies marinhas que já estão em perigo. No Chipre, os cientistas estão a tentar proteger tartarugas, cuja alimentação já é quase totalmente de plástico.

  • Deputado da Malásia diz que negar sexo ao marido é uma forma de abuso

    Mundo

    Um deputado malaio tem sido alvo de algumas críticas na internet, depois de ter dito que negar sexo a maridos é uma forma de abuso psicológico e emocional por parte das mulheres. As declarações de Che Mohamad Zulkifly Jusoh foram feitas durante um debate sobre as alterações às leis de violência doméstica, na quarta-feira.

    SIC