sicnot

Perfil

País

Risco de cheias aumenta no distrito de Santarém

O Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém informou hoje, em comunicado, que o risco de cheia vai aumentar nas próximas horas em zonas de Constância, Vila Nova da Barquinha, Santarém e Golegã.

Águeda

Águeda

PAULO NOVAIS

Segundo o comunicado, emitido às 22:00, "verificou-se um aumento dos caudais dos afluentes das barragens, principalmente da barragem do Fretel", devido às descargas das barragens espanholas, com os caudais do Almourol a manterem-se elevados.

"O risco de cheia aumentará por isso nas próximas horas, com principal impacto nas zonas ribeirinhas, com particular destaque para os campos a sul do descarregador do Dique D'El Rei (no concelho da Golegã", refere o CDOS.

Perante o cenário, o CDOS prevê para o município de Constância "oscilação dos caudais junto das zonas confinantes aos rios Zêzere e Tejo", bem como submersão do cais de Tancos e zona baixa da Barquinha.

Para os municípios de Santarém e Golegã, o CDOS avisa para a "possível submersão da Estrada Nacional 365 na ponte do Alviela" e em Palhais e a possibilidade de isolamento da povoação do Reguengo de Alviela".

O CDOS identificou também algumas inundações em estradas secundárias nos municípios de Alpiarça, Almeirim, Golegã e Santarém, algumas das quais devido à falta de escoamento.

O CDOS de Santarém fará um novo ponto da situação às 07:00 de sexta-feira.

Lusa

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11