sicnot

Perfil

País

Globos de Ouro enchem o Coliseu dos Recreios para premiar os melhores de 2015

Globos de Ouro enchem o Coliseu dos Recreios para premiar os melhores de 2015

Os Globos de Ouro foram entregues ontem no Coliseu dos Recreios em Lisboa. A cerimónia apresentada por Bárbara Guimarães premiou os melhores de 2015. Vitória Guerra e José Mata foram eleitos Melhores Atores e "Mil e Uma Noites" recebeu o prémio de Melhor Filme. Luís Franco Bastos foi responsável pelos momentos de humor na gala que premiou Marco Paulo com o prémio de Mérito e Excelência pelas cinco décadas de carreira com sucesso em Portugal e no mundo. Os D.A.M.A., Sara Sampaio Jorge Jesus e Cristiano Ronaldo foram premiados, mas não estiveram no Coliseu dos Recreios. A gala terminou com uma despedida a todos aqueles que não puderam estar presentes, como Nicolau Breyner.

  • Marco Paulo vence Prémio Mérito e Excelência nos Globos de Ouro
    4:22

    Cultura

    O mérito voltou a ser reconhecido ontem à noite, na 21ª edição dos Globos de Ouro. Este ano, o prémio maior foi entregue a Marco Paulo. A atriz Mariana Pacheco, da novela Coração de Ouro, foi votada pelo público como Revelação do Ano. Cristiano Ronaldo, Jorge Jesus, Sara Sampaio, Victoria Guerra, o filme As Mil e Uma Noites, Maria Rueff, Telma Monteiro, Luis Buchinho e Agir foram alguns dos outros galardoados da noite.

  • Protagonistas de "A Regra do Jogo" nos Globos de Ouro
    1:43

    País

    Os convidados internacionais da edição deste ano dos Globos de Ouro são os protagonistas de "A Regra do Jogo", a novela da Globo que passa ao fim da noite na SIC. Carmo Dalla Vecchia e Vanessa Giácomo vão entregar os prémios da categoria de Desporto. Os protagonistas já estão em Portugal para a gala de domingo.

  • Atacantes de Barcelona "não estão a caminho da nossa fronteira"
    7:00

    Ataque em Barcelona

    O diretor da Unidade Nacional de Contraterrorismo da Polícia Judiciária esteve esta sexta-feira no Jornal da Noite para falar sobre o duplo atentado em Espanha. Luís Neves diz que o nível de ameaça em Portugal, perante os ataques, não foi alterado porque "não se detectou que tenha existido informação que possa colocar o nosso território em perigo".