sicnot

Perfil

País

Ex-delegado de Educação do Norte suspenso de escola por abuso de poder

O ex-delegado Regional de Educação do Norte Aristides Sousa foi suspenso das funções de docente numa escola de Viana do Castelo, durante 50 dias e sem direito a ordenado, no âmbito de um processo relacionado com abuso de poder.

Direção Regional de Educação do Norte

Direção Regional de Educação do Norte

Google Street View

Em declarações hoje à agência Lusa, o diretor do agrupamento de escolas de Santa Maria Maior, Benjamim Moreira, explicou "que o processo é relativo ao exercício das funções de delegado regional de Educação do Norte e nada tem a ver com questões internas do agrupamento, nem da escola EB1,2,3 Frei Bartolomeu dos Mártires, onde o docente leciona há 27 anos".

Benjamim Moreira adiantou que a "pena superiormente aplicada começou a ser cumprida no dia 03 de maio, sendo que a escola já abriu concurso com vista à substituição do professor de português".

"Trata-se de um processo disciplinar instaurada durante o exercício do anterior Governo PSD/CDS e o atual ministro da Educação limitou-se a assinar o despacho com base no relatório da Inspeção-Geral da Educação", sustentou o responsável.

A agência Lusa enviou, na segunda-feira, um pedido de esclarecimento escrito ao Ministério da Educação, que hoje justificou o processo disciplinar, "instaurado na anterior legislatura, instruído pela Inspeção Geral da Educação e Ciência (IGEC) e agora concluído, com a utilização de um veículo do Estado".

A Lusa também contactou o docente visado, mas sem sucesso.

Aristides Sousa foi nomeado delegado regional adjunto da Direção Regional de Educação do Norte (DREN) entre setembro de 2011 e fevereiro 2015.

Nessa altura, em declarações à agência Lusa, o também antigo vereador do CDS-PP na Câmara de Viana do Castelo afirmou que não ter sido selecionado no concurso público interno para a escolha dos novos delegados regionais de Educação por se ter "insurgido contra a não-inclusão de nenhuma escola do distrito de Viana do Castelo" na lista de estabelecimento de ensino com "prioridade elevadíssima" na realização de obras de beneficiação no âmbito dos novos fundos comunitários.

"A minha saída ficou a dever-se à contestação pela não-inclusão de escolas do Alto Minho, onde uma intervenção é urgente. Há muito que me vinha insurgindo contra esse facto. Não é por eu ser da região que identifiquei essas escolas mas foi o resultado de um trabalho aturado com a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDRN)", sustentou.

Disse não ser um 'yes man' e garantiu que aquela seleção foi elaborada com base em critérios "rigorosos", sustentados "na prioridade e sustentabilidade do investimento público".

"Não me calei porque sempre entendi que essa é a função de um dirigente. Não vamos andar a construir escolas para ficarem vazias", frisou.

Relativamente à forma como decorreu o concurso público interno para a seleção de delegados regionais e, como foi comunicado o resultado do mesmo afirmou ter-se tratado de um processo "rude", marcado pela "falta de ética".

A suspensão do professor, segundo Benjamim Moreira, "veio causar transtornos ao agrupamento e sobrecarregar os professores de português que tiveram que assumir as turmas dos 7.º e 9.º anos que pertenciam a Aristides Sousa".

"Já abrimos concurso para um horário completo de português mas ainda não conseguimos colocar um professor", explicou, adiantando que após "o cumprimento da pena o docente será, imediatamente reintegrado no estabelecimento de ensino".

Lusa

  • Família Aveiro na inauguração do Aeroporto Cristiano Ronaldo
    2:34

    País

    A decisão de dar o nome de Cristiano Ronaldo ao aeroporto da Madeira divide opiniões. Contudo, na cerimónia de inauguração desta quarta-feira só se ouviram aplausos. Os madeirenses juntaram-se à porta do aeroporto para ver e receber o melhor jogador do mundo. Também a família do jogador esteve na Madeira para apoiar Ronaldo.

  • A (polémica) mudança de nome do aeroporto da Madeira
    2:00

    País

    O aeroporto da Madeira é desde esta quarta-feira aeroporto Cristiano Ronaldo. O Presidente da República e o primeiro-ministro estiveram juntos na homenagem ao futebolista. A alteração não é consensual entre os madeirenses.

  • O busto de Ronaldo que virou piada no mundo inteiro
    2:04

    País

    No dia em que foi formalizado o novo nome do aeroporto da Madeira, foi também conhecido o busto em bronze de Cristiano Ronaldo e que, desde logo, começou a provocar reações em todo o mundo. As críticas da imprensa internacional não são propriamente positivas e a internet aproveitou para dar contornos humorísticos à criação.

  • A história de um dos maiores fãs de Cristiano Ronaldo
    5:52

    Desporto

    Um dos maiores fãs de Cristiano Ronaldo não perdeu a oportunidade de se deslocar à Madeira, para conhecer o ídolo e o local onde Cristiano nasceu e cresceu. Lucas Mendes é brasileiro, tem apenas 23 anos e criou a página de fãs de Ronaldo mais seguida no Brasil.

  • Os seus descontos para a Segurança Social estão em ordem?
    7:50
    Contas Poupança

    Contas Poupança

    4ª FEIRA JORNAL DA NOITE

    Os portugueses estão cada vez mais preocupados com a reforma. O valor que se vai receber depende dos descontos que se fizerem para a Segurança Social. Mas há contabilistas que cometem burlas com o dinheiro dos clientes, há esquecimentos, e empresas que deixam de pagar as contribuições por falta de verbas. O Contas Poupança explica-lhe como pode ver neste instante se todos os seus descontos estão nos cofres da Segurança Social, e corrigir algum erro antes que seja tarde demais.

  • "Não há razão para fingirmos que hoje é um dia feliz"
    1:55

    Brexit

    Depois de receber esta quarta-feira a notificação do Brexit, o presidente do Conselho Europeu antecipou negociações difíceis. Donald Tusk diz que agora é preciso minimizar os prejuízos para os cidadãos europeus e para as empresas.

  • "Não há recuo possível"
    2:30

    Brexit

    O processo de saída do Reino Unido da União Europeia começou esta quarta-feira, com a ativação do artigo 50.º do Tratado de Lisboa. A notificação de Theresa May foi feita por carta a Donald Tusk e a primeira-ministra disse que não recuo possível. O processo de negociações levará dois anos e a saída do Reino Unido da União Europeia ficará concluída em 2019.