sicnot

Perfil

País

Infarmed reavalia comparticipação a 115 medicamentos caros e com alternativa

O INFARMED, Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde, anunciou esta terça-feira que está a reavaliar as comparticipações de 115 medicamentos, que ou ajustam os preços ou podem perder o atual apoio estatal.

O Infarmed e a Autoridade Tributária apreenderam cerca de 54 mil embalagens de medicamentos ilegais

O Infarmed e a Autoridade Tributária apreenderam cerca de 54 mil embalagens de medicamentos ilegais

© Mohamed Nureldin Abdallah / RA notícia é avançada pelo Jornal de Notícias. Nos últimos três anos o Infarmed e a Autoridade Tributária apreenderam cerca de 54 mil embalagens. Os remédios são normalmente comprados através da Internet, utilizada por redes mafiosas para chegar aos consumidores. O jornal avança que, de acordo com a Base de Dados Nacional de Notificações de Reações Adversas e Medicamentos, em Portugal não foi identificado nenhum caso de morte após a ingestão dessas substâncias.

Trata-se, segundo um comunicado hoje divulgado, de comparticipações de medicamentos não genéricos (de marca) com um preço 20 por cento superior a alternativas terapêuticas para os mesmos fins e que também não são genéricas.

"Esta reavaliação poderá implicar a descomparticipação destes medicamentos, a menos que os laboratórios que os disponibilizam ajustem os preços até este limite", avisa o INFARMED.

A reavaliação, frisa, vai permitir uma "poupança total de 35,2 milhões de euros por ano, dos quais 21,3 milhões só para os utentes".

Da lista de medicamentos abrangidos fazem parte analgésicos, antidepressivos, antibióticos ou fármacos destinados a doenças cardiovasculares, explica-se ainda no comunicado, no qual se acrescenta que a medida já foi comunicada ao setor e que está prevista no decreto-lei 97/2015.

Lusa

  • Médicos obrigados a justificar receitas
    1:33

    País

    As novas regras do Infarmed obrigam os médicos a justificarem porque receitam alguns medicamentos. Os clínicos vão ter que justificar porque não receitam genéricos. A Ordem dos Médicos está contra e diz que o novo processo retira muito tempo ao atendimento dos doentes.

  • Infarmed manda retirar Locabiosol do mercado

    País

    O medicamento para a pulverização bucal ou nasal Locabiosol (125 microgramas), indicado no tratamento de rinofaringites, vai ser retirado do mercado devido ao risco de reações alérgicas graves, segundo uma circular do Infarmed.

  • Assembleia-geral do Sporting marcada para 23 de junho
    2:57
  • Congresso do PS começa hoje na Batalha

    País

    O 22.º Congresso do PS começa hoje, na Batalha, distrito de Leiria, e durante o qual o secretário-geral, António Costa, deverá defender uma linha de continuidade estratégica, procurando, em simultâneo, projetar desafios estruturais que se colocam ao país.

  • Gonçalo Guedes: o menino franzino que jogava mais que os outros em Benavente
    8:47
  • Juiz impede acesso a informações bancárias e e-mails de António Mexia
    1:50

    País

    No inquérito crime que investiga a EDP, continua um braço de ferro entre o Ministério Público e o juiz de instrução. O magistrado voltou a negar o acesso a informações bancárias e a e-mails de António Mexia, que constavam dos processos da Operação Marquês e do universo Espírito Santo.

  • Universidade de Coimbra não retira Honoris Causa a Lula
    3:30
  • Estudo acaba com teorias da conspiração sobre a morte de Hitler

    Mundo

    Existem algumas versões sobre o desaparecimento do ditador nazi, Adolf Hitler. Há quem diga que viajou para um país da América do Sul, outros acreditam que está escondido na Antártida e há até quem vá mais longe e acredita que estaria na Lua. Mas, teorias da conspiração à parte, a história oficial diz que Hitler suicidou-se num bunker, em Berlim, Alemanha.

    SIC