sicnot

Perfil

País

Eduardo Lourenço diz que o país está numa espécie de festa desde a posse de Marcelo

O ensaista Eduardo Lourenço disse hoje que Portugal está "numa espécie de festa" desde a posse de Marcelo Rebelo de Sousa e alertou que "as coisas mais difíceis" vão surgir, confiando nas capacidades do Presidente da República.

LUSA

Eduardo Lourenço falava à agência Lusa depois de receber o Prémio Vasco Graça Moura - Cidadania Cultural, que decorreu ao final da tarde no auditório do Casino Estoril, em cerimónia presidida por Marcelo Rebelo de Sousa.

Questionado sobre como tem acompanhado os primeiros meses de mandato do Presidente da República, o também conselheiro de Estado respondeu: "É uma espécie de festa em que o país está, e ele (Marcelo) com ele (país). Todas as festas terminam. Depois vêm as coisas mais difíceis de gerir".

No entanto, Eduardo Lourenço sublinhou que o país poderá contar com Marcelo Rebelo de Sousa, que descreveu como uma pessoa "muito desenrascada", "muito desenvolta" e com "muita experiência cultural e política", qualidades que considera "importantes para que o país siga em frente".

Sobre o facto de ter passado a integrar o Conselho de Estado, Eduardo Lourenço reconheceu que não estava à espera, "de maneira nenhuma", do convite de Marcelo Rebelo de Sousa, admitindo que ainda está a tentar perceber "exatamente" o seu "papel".

Prestes a completar 93 anos, Eduardo Lourenço venceu, entre outros, o Prémio Pessoa, em 2008, e o Prémio Camões, em 1995. Apesar de hoje ter "evocado não só um amigo, mas também um grande poeta", o ensaísta diz que o Prémio Camões continua a ser o maior símbolo daquilo que o país é como "língua e cultura".

"Mas todos (os prémios) festejam sobretudo a vitalidade da nossa cultura e sobretudo da nossa poesia", afirmou.

Esta foi a primeira edição do galardão instituído pela Estoril Sol, em parceria com a editora Babel, em homenagem à memória do escritor e político Vasco Graça Moura, falecido em abril de 2014. O prémio tem a periodicidade anual e o valor pecuniário de 40 mil euros.

Lusa

  • Bruno de Carvalho suspenso por mais 90 dias

    Desporto

    O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, foi suspenso por 90 dias na sequência de declarações proferidas numa entrevista televisiva em março, anunciou esta terça-feira o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

  • Benfica critica castigo de Samaris e vai recorrer

    Desporto

    O Benfica reagiu esta terça-feira ao castigo de três jogos aplicado ao grego Andreas Samaris, considerando que a decisão, da qual vai recorrer, é prova de que o futebol português está "entregue à instabilidade, à incoerência e à insegurança".

  • "Álvaro" viveu seis anos de maus tratos num casamento de oito
    5:06
  • Governo disposto a ceder a algumas reivindicações dos enfermeiros
    1:58

    Economia

    Os enfermeiros ameaçam voltar à greve se o Governo não lhes der um subsídio no valor de 400 euros. Esta terça-feira o Governo esteve reunido com dois dos quatro sindicatos. O Ministério diz estar disposto a ceder a algumas reivindicações, mas o ministro da Saúde fez saber que o aumento de 400 euros é incomportável. 

  • Como fazer fotos e vídeos menos tremidos
    8:43
  • Viajar a 110 km/h agarrado ao para-brisas de um comboio

    Mundo

    Um homem de 23 anos foi detido por viajar preso a um comboio - mais concretamente ao limpa para-brisas -, que atinge velocidades perto dos 110 quilómetros por hora, numa viagem entre as estações de Leederville e Glendalough, na Austrália.

  • Rapper quer provar que a terra é plana

    Mundo

    O rapper B.o.B. lançou uma campanha na plataforma GoFundMe para enviar satélites que possam comprovar que a Terra é redonda e azul. No ano passado, o norte-americano defendeu nas redes sociais que o planeta é plano.