sicnot

Perfil

País

BE promove debate sobre praxes académicas com próximo ano letivo em vista

O Bloco de Esquerda (BE) promove na sexta-feira no parlamento um debate sobre praxes académicas que pretende arrancar a discussão em torno das propostas legislativas "que devem ser adotadas para o próximo ano letivo sobre" o tema.

"Não queremos atrasar esta discussão, e a verdade é que não estamos adiantados no tempo. Fazer esta discussão agora permite-nos fazer um balanço sobre este ano e projetar medidas de combate à violência na praxe já para o próximo ano letivo", declarou o deputado do Bloco Luís Monteiro em declarações à agência Lusa.

Em fevereiro, o parlamento aprovou um projeto de resolução do BE recomendando ao Governo várias medidas para combater a violência nas praxes académicas, e agora - e até ao arranque do próximo ano letivo - o partido quer "analisar o fenómeno das praxes académicas".

O executivo, diz o bloquista Luís Monteiro, criou já um grupo de trabalho "para fazer um levantamento sobre a realidade da praxe em Portugal", e desse grupo faz parte o sociólogo Elísio Estanque, um dos convidados do debate de sexta-feira.

"Novas iniciativas parlamentares" para "continuar a imprimir uma força no sentido de combater cada vez mais a violência na praxe" darão entrada num futuro próximo, afiança o parlamentar do Bloco.

Nos últimos anos, lembra o partido, "multiplicaram-se os casos vindos de violência associados às praxes de norte a sul do país".

"Alguns destes abusos, relatados pela comunicação social, permitiram dar visibilidade a uma realidade que vai muito para além dos casos conhecidos. O que parecia exceção à regra é afinal a sua própria regra", sustenta o BE no texto de lançamento do debate de sexta-feira.

E concretiza: "A discussão em torno da praxe é, por isso, uma urgência sobre modelos de integração e formas de olhar o mundo e a sociedade e não apenas uma mera vontade de combater este ou aquele ato violento isolado".

O debate promovido pelo BE decorre pelas 15:00 de sexta-feira e contará com intervenções, entre outros, da jornalista Fernanda Câncio, para além do sociólogo Elísio Estanque e do deputado Luís Monteiro.

Associações de estudantes e interessados pelo fenómeno da praxe marcarão também presença no evento.

Lusa

  • Polémica "Supernanny" em debate hoje na SIC
    2:25
  • Será este o "momento mais Ronaldo" de sempre?

    Desporto

    Cristiano Ronaldo é protagonista de mais um momento que corre nas redes sociais. Depois de marcar o sexto golo do Real Madrid frente ao Desportivo da Corunha, o jogador português ficou ferido no rosto e foi obrigado a abandonar o campo. Mas antes, mesmo com a cara ensanguentada, pediu um telemóvel com "espelho" para ver a extensão do corte. Há quem brinque com a situação, dizendo que Ronaldo levou a sua obsessão com a sua imagem a um novo nível, mas há também quem desvalorize a situação.

    SIC

  • Democratas aceitam compromisso para acabar com shutdown nos EUA

    Mundo

    Os senadores democratas aceitaram esta segunda-feira um acordo orçamental provisório que vai permitir acabar com a paralisação parcial do Governo federal dos Estados Unidos, situação conhecida como shutdown, anunciou o líder da minoria democrata no Senado, Chuck Schumer.

  • Refeição de 1.100 euros em Veneza

    Mundo

    O centro de Veneza oferece os mais variados restaurantes. Com menu obrigatório, sem menu, com taxas, sem taxas, sentando ou em pé. Depois há aqueles restaurantes que cobram 1.100 euros por cinco pratos acompanhados por água. O caso aconteceu com quatro turistas japoneses, que depois de pagarem a conta, apresentaram queixa às autoridades. O presidente da Câmara da cidade italiana já disse que ia investigar a situação e, caso se confirmasse, prometeu que iria castigar os responsáveis.

    SIC