sicnot

Perfil

País

Infarmed inspeciona 31 serviços farmacêuticos em hospitais

O Infarmed iniciou hoje um conjunto de 31 inspeções a serviços farmacêuticos hospitalares públicos e privados que serão levadas as cabo ao longo deste ano, anunciou hoje a autoridade nacional do medicamento.

2005 - É anunciada a distribuição gratuita da "pílula do dia seguinte" nos centros de saúde e nos hospitais.

2005 - É anunciada a distribuição gratuita da "pílula do dia seguinte" nos centros de saúde e nos hospitais.

© Ivan Alvarado / Reuters

Em comunicado hoje divulgado, o Infarmed adianta ter dado início "ao mais vasto conjunto de sempre de inspeções no terreno a serviços farmacêuticos hospitalares", estando planeadas "inspeções a 31 serviços farmacêuticos, sejam públicos (24) ou privados (7), prevendo-se também ações a detentores de autorização de aquisição direta".

Aquela entidade adiantou que já foram avaliadas 10 unidades, tendo sido detetadas diversas irregularidades e as instituições notificadas para encetar a sua correção.

"Depois de, no ano passado, se terem realizado cinco inspeções a estes serviços, foi decidido avançar com um programa mais alargado, com o objetivo de "verificar o circuito do medicamento (e também dispositivos médicos), garantindo que estes são administrados aos doentes com toda a qualidade, eficácia e segurança", justificou a autoridade nacional do medicamento.

O Infarmed salienta também que "o cumprimento do que está previsto nas normas legais e na regulamentação aplicável é também verificado".

"Até ao momento, as irregularidades mais frequentemente detetadas são relacionadas com o sistema de gestão de qualidade - nomeadamente ao nível dos procedimentos e registos - o sistema de monitorização das condições ambientais dos medicamentos e dos produtos de saúde, a preparação de medicação ou os circuitos dos medicamentos nas próprias instituições, havendo ainda irregularidades na dispensa de medicamentos ao público", adiantou aquela entidade em comunicado.

O conjunto de ações deverá decorrer durante os próximos meses, ficando a cargo de uma equipa multidisciplinar do Infarmed.

Lusa

  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • "O fogo chegou de repente. Foi um demónio"
    2:15
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • O testemunho emocionado de quem perdeu quase tudo
    2:10
  • As comunicações entre operacionais no combate às chamas em Viseu
    2:27
  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.