sicnot

Perfil

País

PJ tenta identificar corpo encontrado no mar em Milfontes

A Polícia Judiciária (PJ) iniciou hoje diligências para tentar identificar o corpo de um homem encontrado no último sábado, no mar, em Vila Nova de Milfontes, no Alentejo, disse à agência Lusa fonte policial.

O corpo, em avançado estado de decomposição, apareceu a boiar no sábado à tarde, junto ao porto de pesca de Vila Nova de Milfontes, no concelho de Odemira, distrito de Beja, tendo o alerta sido dado por um popular.

Indicando que a investigação passou hoje para a alçada da PJ, a mesma fonte reconheceu haver dificuldades na identificação do homem, devido ao elevado estado de decomposição do cadáver, sem cabeça e que não permite a recolha de impressões digitais.

A fonte admitiu que o corpo possa ser de um homem dado como desaparecido na zona de Odemira, mas tal só poderá ser confirmado depois da identificação.

O corpo foi resgatado no sábado por uma lancha salva-vidas da Estação Salva-Vidas de Sines, com o apoio da Polícia Marítima e de um mergulhador civil e encaminhado para os serviços de Medicina Legal do Hospital do Litoral Alentejano, em Santiago do Cacém.

Lusa

  • Portugal vai fechar fronteiras durante a visita do Papa

    País

    O Conselho de Ministros aprovou hoje a reposição temporária do controlo de fronteiras durante a visita do papa Francisco em maio a Fátima. A reposição do controlo de fronteiras decorrerá entre 00:00 de 10 de maio e as 00:00 de 14 de maio.

  • "Civis devem ser prioridade absoluta no Iraque", diz Guterres

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, chegou hoje ao Iraque para abordar a situação da ajuda humanitária, e pediu que a proteção dos civis seja a "prioridade absoluta" à medida que as forças iraquianas batalham para retomar Mossul.

  • Fomos conhecer o novo Samsung S8
    1:42
  • E depois do Brexit?
    3:42
  • Britânicos a viver no Algarve falam em desilusão
    2:32

    Brexit

    Para muitos dos britânicos que vivem no Algarve, o Brexit é a confirmação de que o resultado surpreendente do referendo não tem retorno. Certificados de residência e até a dupla nacionalidade são questões que a partir de agora passam a estar em cima da mesa.