sicnot

Perfil

País

Milhares protestam em Lisboa contra alteração aos contratos de associação

Milhares de manifestantes estão hoje concentradas frente ao parlamento, em Lisboa, num protesto que trouxe pessoas de Norte a Sul do país numa ação contra as alterações aos contratos de associação que o Governo atual quer aplicar.

Ant\303\263nio Cotrim

"A escola do Estado sai-nos cara" ou "onde não há escolha não há liberdade", são algumas das frases que podem ler-se nos cartazes exibidos pelos manifestantes.

Em comum, a maioria das pessoas tem o facto de estarem vestidas de amarelo, a cor escolhida pelo movimento em defesa dos colégios privados e cooperativos.

Quase todas as pessoas têm um cravo amarelo na mão, ao mesmo tempo que vão gritando palavras de ordem, tocando buzinas e bombos, numa ação de protesto bastante ruidosa.

A organização, Movimento em Defesa da Escola Ponto, estima que esta manifestação traga cerca de 36 mil pessoas à cidade de Lisboa, vindas dos mais variados pontos do país.

Pelas 15:30, continuavam a chegar manifestantes ao largo frente à escadaria da Assembleia da República.

Lusa

  • Igreja toma posição na guerra entre o Governo e os colégios privados
    3:06

    País

    A guerra entre o ministério da Educação e os colégios continua com novos episódios e com um novo protagonista. A Igreja Católica apoia o protesto dos privados. Entretanto a Procuradoria Geral da República deu razão ao Governo no que toca à proibição de algumas escolas abrirem turmas de início de ciclo. Por outro lado, as escolas privadas alegam que um texto produzido pelo Tribunal de Contas diz que os contratos com o sector privado não dependem da existência de oferta pública. O Tribunal já veio entretanto esclarecer o equívoco.

  • Parecer da PGR dá razão ao Governo sobre cortes nos colégios
    1:28

    País

    A guerra entre o ministério da Educação e os colégios continua com vitorias e derrotas dos dois lados. A Procuradoria-Geral da Republica veio dar razão ao governo ao proibir algumas escolas de abrir turmas de início de ciclo.Por outro, os colégios contam com um documento do tribunal de Contas que diz que os contratos com os privados não dependem da existência de oferta pública.

  • Marcelo de volta a casa após diagnóstico de gastroenterite aguda
    3:37
  • "Todas as decisões que tomei foi sempre a pensar no Sporting primeiro"
    2:08
  • Saransk tanto anseia por Ronaldo que até lhe fizeram um vídeo e uma música
    3:07
  • Portugal quer atrair imigrantes
    1:28

    País

    O Governo prepara-se para regularizar a situação de 30 mil imigrantes ilegais que vivem em Portugal. De acordo com a edição deste sábado do semanário Expresso, o Executivo pretende também abrir portas a 75 mil novos imigrantes por ano.