sicnot

Perfil

País

Milhares protestam em Lisboa contra alteração aos contratos de associação

Milhares de manifestantes estão hoje concentradas frente ao parlamento, em Lisboa, num protesto que trouxe pessoas de Norte a Sul do país numa ação contra as alterações aos contratos de associação que o Governo atual quer aplicar.

Ant\303\263nio Cotrim

"A escola do Estado sai-nos cara" ou "onde não há escolha não há liberdade", são algumas das frases que podem ler-se nos cartazes exibidos pelos manifestantes.

Em comum, a maioria das pessoas tem o facto de estarem vestidas de amarelo, a cor escolhida pelo movimento em defesa dos colégios privados e cooperativos.

Quase todas as pessoas têm um cravo amarelo na mão, ao mesmo tempo que vão gritando palavras de ordem, tocando buzinas e bombos, numa ação de protesto bastante ruidosa.

A organização, Movimento em Defesa da Escola Ponto, estima que esta manifestação traga cerca de 36 mil pessoas à cidade de Lisboa, vindas dos mais variados pontos do país.

Pelas 15:30, continuavam a chegar manifestantes ao largo frente à escadaria da Assembleia da República.

Lusa

  • Igreja toma posição na guerra entre o Governo e os colégios privados
    3:06

    País

    A guerra entre o ministério da Educação e os colégios continua com novos episódios e com um novo protagonista. A Igreja Católica apoia o protesto dos privados. Entretanto a Procuradoria Geral da República deu razão ao Governo no que toca à proibição de algumas escolas abrirem turmas de início de ciclo. Por outro lado, as escolas privadas alegam que um texto produzido pelo Tribunal de Contas diz que os contratos com o sector privado não dependem da existência de oferta pública. O Tribunal já veio entretanto esclarecer o equívoco.

  • Parecer da PGR dá razão ao Governo sobre cortes nos colégios
    1:28

    País

    A guerra entre o ministério da Educação e os colégios continua com vitorias e derrotas dos dois lados. A Procuradoria-Geral da Republica veio dar razão ao governo ao proibir algumas escolas de abrir turmas de início de ciclo.Por outro, os colégios contam com um documento do tribunal de Contas que diz que os contratos com os privados não dependem da existência de oferta pública.

  • Aeroporto Cristiano Ronaldo? Nem todos os madeirenses estão de acordo
    2:21
  • Fatura da água a dobrar
    2:26

    Economia

    Desde o início do ano que a população de Celorico de Basto está a receber duas faturas da água para pagar. Tanto a Câmara como a Águas do Norte reclamam o direito a cobrar pelo serviço. Contactada pela SIC, a Entidade Reguladora esclarece que o município não pode emitir faturas e tem de devolver o dinheiro.

  • Vala comum com 6 mil corpos em Mossul
    1:43

    Daesh

    Há suspeitas de que o Daesh tenha criado uma vala comum com cerca de seis mil corpos a sul de Mossul, no Iraque. A área em redor estará minada. A revelação é de uma equipa de reportagem da televisão britânica Sky News.

  • A menina que os pais queriam chamar "Allah"

    Mundo

    ZalyKha Graceful Lorraina Allah tem 22 meses, anda não sabe ler nem escrever mas já está no centro de um processo judicial contra o Estado da Georgia, nos EUA. Os pais, Elizabeth Handy e Bilal Walk, apoiados por uma ONG, exigem na justiça que o nome seja reconhecido na certidão de nascimento para que a criança possa ser inscrita na escola, na segurança social ou nos registos e notoriado. O casal já tem um filho de 3 anos que se chama Masterful Mosirah Aly Allah.