sicnot

Perfil

País

Buscas subaquáticas pelo músico espanhol desaparecido no rio Minho foram suspensas

As buscas subaquáticas no rio Minho para encontrar um espanhol de 35 anos de uma banda que atuou na sexta-feira em Monção foram suspensas cerca das 18:30, sendo que nos próximos dias vão decorrer nas margens portuguesa e espanhola.

Arquivo

Arquivo

Em declarações hoje à agência Lusa o capitão do Porto e Comandante da Polícia Marítima (PM) de Caminha, Gonzalez dos Paços, adiantou que "nos últimos dois dias de buscas subaquáticas os cerca de 20 mergulhadores portugueses e espanhóis envolvidos nas operações passaram a pente fino mais 1,5 quilómetros do curso internacional de água, sem resultados".

"As buscas subaquáticas foram hoje suspensas mas podem ser retomadas a qualquer momento se tivermos algum sinal. Não desistimos de procurar mas vamos baixar a intensidade do dispositivo empenhados nos últimos dois dias. Hoje, até ao cair da noite e nos próximos dias vamos procurar nas margens do rio e à superfície, no espelho de água", explicou aquele responsável.

Gonzalez dos Paços adiantou que, nos próximos dias "serão realizadas buscas duas vezes por dia, uma de manhã e outra à tarde, em ambas do rio Minho".

Nos últimos dois dias, segundo Gonzalez dos Paços, "estiveram empenhados cerca de 20 mergulhadores da Armada espanhola e dos bombeiros portugueses".

As operações contaram ainda com a participação de efetivos da Polícia Marítima (PM), dos Bombeiros Voluntários de Monção, da Proteção Civil espanhola e da Guardia Civil.

O capitão do Porto e comandante da PM de Caminha explicou que "no domingo foi encontrado, no rio, um trompete, que se viria a confirmar pertencer ao músico espanhol".

O homem foi dado como desaparecido na noite de sábado. A banda espanhola que integrava atuou na sexta-feira à noite nas comemorações do dia do concelho de Monção, este ano assinalado com a inauguração do núcleo museológico da Torre de Lapela, um dos mais importantes monumentos do concelho.

"De acordo com os testemunhos dos colegas da banda, o homem disse que ia descansar para o carro e, a partir daí, nunca mais o viram", acrescentou hoje Gonzalez dos Paços.

No domingo, à Lusa, Gonzalez dos Paços adiantou que um pescador encontrou nas margens do rio Minho, junto ao parque das merendas de Lapela, uma boquilha do instrumento de sopro que o músico espanhol tocava.

Entretanto, foram também encontradas as chaves do carro do músico nas margens deste curso de água.

Lusa

  • Bombeiros ficaram de prevenção após intoxicação em Corroios
    1:16

    País

    17 alunos da escola EB 2+3 em Corroios, no Seixal, foram hospitalizados esta segunda-feira com sintomas de intoxicação alimentar. Os alunos, entre os 7 e os 14 anos, foram transportados 12 para o hospital Garcia de Orta, em Almada e cinco para o hospital do Barreiro. O transporte foi feito pelos bombeiros voluntários da Amora e do Seixal mantiveram uma equipa de socorro no local apenas por prevenção.

  • "Nada mais há a dizer" sobre a Caixa
    0:13

    Caso CGD

    O primeiro-ministro voltou esta segunda-feira a dizer que já não há nada para discutir, na polémica sobre a entrega de declarações de património dos gestores da CGD. Foram as declarações de António Costa, na Cidade da Praia, à margem da quarta cimeira bilateral entre Portugal e Cabo Verde.

  • Venda do Novo Banco terá que ser negociada em Bruxelas
    0:43

    Economia

    A venda do Novo Banco vai ter que ser negociada com Bruxelas, uma vez que o Lone Star planeia agora ficar com 65% da instituição, obrigando o Estado a manter uma posição no banco. O ministro das Finanças lembra que esta também era uma possibilidade mas salienta que o assunto está nas mãos do Banco de Portugal.

  • Trump e os jornalistas: uma relação (su)rreal
    2:08
  • Modelo obrigada a prometer que não volta a arriscar a vida numa sessão fotográfica
    1:46