sicnot

Perfil

País

Casal suspeito de matar ex-deputado do CDS Madeira vai a julgamento

O casal suspeito de matar e enterrar o corpo do ex-deputado regional do CDS da Madeira vai ser julgado por homicídio qualificado por especial perversidade, roubo e profanação de cadáver.

O homem e a mulher estão em prisão preventiva desde novembro e são suspeitos de terem estrangulado, desmembrado e enterrado a vítima num terreno agrícola.

Ante do crime, o casal terá atraído o professor reformado e antigo deputado a uma casa, no Funchal, onde terá sido agredido para ceder o código de multibanco.

O Ministério Público acredita que o casal se defez do corpo após vários levantamentos da canto bancária da vítima. O corpo foi descoberto vários meses após o crime.

  • "Os castigos incluiam sovas frequentes e até estrangulamento"
    5:03
  • Documentos envolvem presidente de IPSS em práticas ilegais
    5:45