sicnot

Perfil

País

Ministro compreende médicos que ameaçam greve, mas alega razões orçamentais

O ministro da Saúde disse hoje entender as reivindicações dos médicos que ameaçam fazer greve se não conseguirem a reposição do pagamento das horas extraordinárias a 100%, mas alegou que este ano tal não será possível por razões orçamentais.

Adalberto Campos Fernandes, que falava aos jornalistas no final da sessão de apresentação do 1.º Inquérito Nacional de Saúde com Exame Físico, mostrou-se confiante de que os médicos não vão avançar para a greve.

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) anunciou na segunda-feira que vai solicitar a intervenção do primeiro-ministro e dos grupos parlamentares para a reposição do pagamento a 100% das horas extraordinárias, atualmente pagas a 50%.

Segundo o secretário geral do SIM, e em último caso, os clínicos podem avançar para uma greve já que é grande o descontentamento na classe médica.

"É uma preocupação eticamente legítima", disse o ministro, para quem "há algum grau de injustiça na forma como os médicos são pagos".

Contudo, o governante frisou que a lei do orçamento, que está em vigor, não permite que, pelos menos em 2016, esta questão sofra mudanças.

Adalberto Campos Fernandes apelou aos médicos para que tenham "compreensão" e disse: "não podemos dar tudo a todos ao mesmo tempo".

O ministro referia-se nomeadamente à reposição das 35 horas no setor da saúde, sobre a qual disse haver condições para que decorra normalmente.

Questionado sobre alegadas dificuldades neste processo junto das Finanças, Adalberto Campos Fernandes referiu que há "coerência e consistência" dentro do Governo sobre esta e as outras matérias

  • DIRETO: Célula terrorista preparava grande atentado na Catalunha

    Ataque em Barcelona

    Uma das vítimas mortais do atentado em Barcelona era de Lisboa e há uma outra portuguesa, a sua neta, desaparecida. A polícia procura quatro jovens e há outras quatro detenções confirmadas. Os autores dos ataques na Catalunha, que mataram 14 pessoas e feriram 140, pertenciam ao mesmo grupo. Siga aqui as últimas informações, ao minuto.

    Em atualização

  • Vídeo mostra passagem da carrinha a alta velocidade nas Ramblas
    0:33
  • O momento em que os suspeitos foram abatidos em Cambrils
    2:35

    Ataque em Barcelona

    Em Cambrils, também na Catalunha, foram mortos cinco alegados terroristas que atropelaram várias pessoas, uma morreu e seis ficaram feridas, quando escapavam a uma perseguição policial, esta madrugada. As autoridades investigam uma eventual relação entre os dois atentados. Nota: chamamos à atenção para a violência das imagens, que podem chocar os espetadores mais sensíveis.

  • Nível de ameaça terrorista em Portugal continua moderado
    1:31

    Ataque em Barcelona

    O primeiro-ministro garantiu hoje que, para já, o nível de ameaça terrorista em Portugal não vai ser alterado (o nível está no 4 em 5). Já o Presidente da República disse que não há tolerância possível e garante que há medidas preparadas caso o mesmo cenário venha a acontecer em Portugal.

  • Vento e calor provocam reacendimentos em Mação
    1:55

    País

    As temperaturas altas e o vento forte estão a provocar reacendimentos em Mação. No terreno mantêm-se cerca de 800 bombeiros, numa altura que que há receio que as chamas voltem a ficar ativas, como explica o repórter Rui Carlos Teixeira.