sicnot

Perfil

País

Juiz volta a recusar liberdade condicional a homem que matou os pais em Ílhavo

Juiz volta a recusar liberdade condicional a homem que matou os pais em Ílhavo

O homem que há 17 anos esfaqueou até à morte os pais, em Ílhavo, vai continuar preso. O juiz de execução de penas voltou a recusar a liberdade condicional. Tó Jó, como é conhecido, tinha 21 anos quando assassinou os pais e foi condenado a 25 anos de prisão. Desde 2012, tem pedido liberdade condicional, mas todos os pedidos foram recusados.

  • O impacto e as consequências do referendo em Itália
    1:02