sicnot

Perfil

País

Mais de 170 militares da Marinha vigiam praias durante época balnear

Mais de uma centena e meia de militares da Marinha vão dar apoio aos nadadores-salvadores na vigilância das praias portuguesas durante a época balnear, até 30 de setembro.

© Rafael Marchante / Reuters

De acordo com a tenente Maria Martins, da Marinha Portuguesa, ao todo estão destacados 176 militares, número semelhante ao do ano passado.

O objetivo, disse à Lusa, é garantir a segurança e dar apoio aos banhistas, sobretudo nas praias não vigiadas, através da operação dos meios complementares de socorro do Instituto de Socorros a Náufragos atribuídos às capitanias.

Durante os próximos quatro meses estarão então no terreno 80 militares em viaturas e 96 militares a pé, todos eles habilitados com os cursos de nadador-salvador e de suporte básico de vida.

No âmbito deste serviço serão usados 26 carros ao longo dos 2.800 quilómetros de praia da costa portuguesa.

"O sistema implementado já provou a sua eficácia em anos anteriores. No ano passado os militares participaram em 721 salvamentos, realizaram 1.325 assistências de primeiros socorros e 101 buscas com sucesso a crianças perdidas na praia", revela a Marinha.

Lusa

  • Médicos e ministro da Saúde voltam hoje às negociações

    País

    O Ministério da Saúde deverá apresentar uma proposta que poderá ser decisiva para a convocação ou não de uma nova greve. O Sindicato Independente dos Médicos e a Federação Nacional de Médicos tinham anunciado, no dia 11 de agosto, que vão realizar uma greve de dois dias na primeira semana de outubro, se a nova proposta negocial não levar em conta o que reivindicam.

  • PJ de Portimão deteve italiano foragido
    0:55

    País

    A Polícia Judiciária de Portimão deteve em Lagos um homem italiano que aguardava extradição. O antigo piloto de automóveis esteve foragido durante quase um ano, depois de ter cortado a pulseira eletrónica.