sicnot

Perfil

País

Autarcas da Moita, Barreiro, Montijo e Alcochete exigem reunião com ministro da Saúde

Os autarcas da Moita, Barreiro, Montijo e Alcochete, no distrito de Setúbal, exigem uma reunião com o ministro da Saúde devido aos problemas registados no Centro Hospitalar Barreiro/Montijo e nos cuidados de saúde primários.

(Arquivo)

(Arquivo)

SIC

Os autarcas dos quatro concelhos reuniram-se no edifício dos Paços do Concelho, na Moita, para em conjunto analisarem a situação dos cuidados de saúde nos seus concelhos.

"Reunimo-nos para tentar concertar posições em função da avaliação que fazemos dos cuidados de saúde prestados. Em relação ao Centro Hospitalar Barreiro/Montijo, existe uma degradação dos serviços, com um acumular de problemas", disse hoje à Lusa o presidente da Câmara da Moita, Rui Garcia (PCP).

O autarca explicou que existem cada vez menos profissionais e que se verifica um aumento dos tempos de espera nas urgências, na consultas e também nas cirurgias.

"Nos centros de saúde regista-se a falta de médicos e existem muitos utentes sem médico de família", disse, referindo que é preciso reforçar os meios humanos, repor as valências, reorganizar o próprio centro hospitalar e reforçar também os cuidados de saúde primários.

Os autarcas pediram uma reunião ao ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, para expor os problemas "de viva voz", e esperam que o encontro decorra em breve.

"Nos contactos que temos feito, os responsáveis demonstram preocupação com a situação, mas não estão a surgir soluções. Os quatro concelhos sentem os mesmos problemas e esta posição concertada demonstra uma vontade dos municípios em procurar soluções", sublinhou Rui Garcia.

Segundo o autarca, o Centro Hospital Barreiro/Montijo e o ACES - Agrupamento de Centros de Saúde do Arco Ribeirinho prestam serviço a 250 mil pessoas.

Lusa

  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.