sicnot

Perfil

País

Novo mandato de detenção para Vale e Azevedo

Novo mandato de detenção para Vale e Azevedo

A história repete-se. Em 2014, Vale e Azevedo esteve em liberdade durante 14 segundos, acabando por ser detido à porta da cadeia quando saía em liberdade condicional. Agora, em 2016, o Ministério Público confirmou uma nova ordem de detenção a Vale e Azevedo, assim como o pedido de ampliação da extradição a Inglaterra. A Justiça portuguesa quer deter o antigo dirigente, mas a decisão depende da autorização da Justiça inglesa. Se não for detido antes do fim da pena que está a cumprir, Vale e Azevedo terá 45 dias livres para viajar.

  • Vale e Azevedo sai em liberdade condicional
    3:12

    País

    O ex-presidente do Benfica deixou esta manhã a prisão da Carregueira, em Sintra, ainda que se mantenha em liberdade condicional durante os próximos dois anos. Vale e Azevedo tem ainda pendente um processo onde foi condenado a mais 10 anos de prisão.

  • Vale e Azevedo em liberdade condicional
    0:27

    País

    Vale e Azevedo foi libertado esta manhã, depois de mais de três anos consecutivos a cumprir pena. O antigo presidente do Benfica fica em liberdade condicional, enquanto ainda está pendente uma outra condenação, de mais de 10 anos de prisão, noutro processo. Este foi o momento da saída de Vale e Azevedo do Estabelecimento Prisional da Carregueira.

  • Vale e Azevedo é libertado hoje
    1:48

    País

    Depois de mais de três anos consecutivos a cumprir pena, Vale e Azevedo é libertado hoje. O antigo presidente do Benfica fica em liberdade condicional, enquanto ainda está pendente uma outra condenação, de mais de 10 anos de prisão, noutro processo.

  • Vale e Azevedo quer regressar à área financeira quando sair em liberdade
    1:49

    País

    Vale e Azevedo quer continuar a trabalhar na área financeira quando sair em liberdade. Esta tarde, o antigo presidente do Benfica teve uma saída precária durante quatro dias. Vale e Azevedo deverá ter liberdade condicional no próximo mês de julho, no entanto tem outra condenação por cumprir mas, para que tal aconteça, é necessário que o Reino Unido alargue o mandado de extradição.

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Segunda-feira no Jornal da Noite