sicnot

Perfil

País

Faro sob Aviso Amarelo devido aos valores elevados da temperatura máxima

O distrito de Faro está hoje sob Aviso Amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro, devido à persistência de valores elevados da temperatura máxima, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o instituto, o distrito de Faro está sob Aviso Amarelo desde as 22:53 de segunda-feira e até às 21:00 de hoje.

O Aviso Amarelo, o terceiro mais grave numa escala de quatro, significa "risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica".

Quanto ao estado do tempo, o IPMA prevê para hoje nas regiões do norte e centro do continente céu geralmente muito nublado, temporariamente pouco nublado nas regiões do interior durante a manhã, períodos de chuva, em geral fraca, a partir do início da manhã no Minho e Douro litoral, estendendo-se progressivamente às restantes regiões durante a tarde, passando a regime de aguaceiros fracos a partir do final da tarde.

Está também previsto vento fraco a moderado do quadrante oeste, soprando por vezes moderado no litoral e moderado a forte nas terras altas, em especial a partir do início da tarde, possibilidade de formação de neblina ou nevoeiro matinal em alguns locais, descida da temperatura mínima e pequena descida da máxima na região norte.

No sul, prevê-se céu pouco nublado ou limpo, tornando-se geralmente muito nublado durante a tarde, possibilidade de ocorrência de períodos de chuva fraca ou chuvisco no litoral oeste e nas regiões do interior a partir do meio da tarde, vento fraco a moderado de noroeste, soprando por vezes moderado no litoral e sendo moderado a forte nas terras altas e pequena descida da temperatura mínima.

Na Madeira prevê-se céu geralmente muito nublado, com abertas nas vertentes sul, possibilidade de ocorrência de aguaceiros fracos nas vertentes norte e terras altas até final da manhã e vento fraco a moderado de norte, sendo moderado a forte nas terras altas.

Para os Açores, a previsão aponta para períodos de céu muito nublado com boas abertas a partir da manhã, neblinas durante a madrugada e vento fraco a bonançoso.

Quanto às temperaturas, em Lisboa vão oscilar entre 16 e 24 graus Celsius, no Porto entre 14 e 20, em Vila Real entre 11 e 21, em Viseu e Bragança entre 11 e 20, na Guarda entre 10 e 19, em Coimbra entre 14 e 23, em Castelo Branco entre 14 e 26, em Santarém entre 14 e 27, em Évora entre 13 e 29, em Beja entre 14 e 29, em Faro entre 19e 30, no Funchal entre 21 e 26, em Ponta Delgada entre 18 e 21, na Horta entre 18 e 22 e em Santa Cruz das Flores entre 17 e 20.

Lusa

  • PS e BE não propõem alívio da dívida à UE
    1:55

    Economia

    O PS e o Bloco de Esquerda querem mais 45 anos para pagar as dívidas à União europeia e juros mais baixos. As medidas fazem parte da proposta dos partidos para a redução da dívida pública. No relatório que será enviado ao Governo, não é pedido qualquer perdão de dívida, ao contrário do que os partidos mais à esquerda chegaram a defender.

  • Antigos ministros de Governos de Sócrates ouvidos pelo MP
    1:54

    Operação Marquês

    Quatro antigos ministros de Governos de José Sócrates foram ouvidos recentemente pelo Ministério Público (MP), no âmbito da Operação Marquês. Mário Lino, António Mendonça, Teixeira dos Santos e Luís Campos e Cunha foram ouvidos como testemunhas. Os investigadores chamaram os antigos governantes para esclarecer decisões relacionadas com a PT.

    Notícia SIC

  • Suspeito de atropelamento mortal diz que foi mero acidente 
    2:00
  • Confrontos na primeira greve geral no Brasil em 21 anos
    1:34
  • "Está na altura de pressionarmos a Coreia do Norte"
    0:45

    Mundo

    O secretário de estado norte-americano, Rex Tillerson, afirmou esta sexta-feira na ONU que a ameaça da Coreia do Norte é real e pediu que o conselho de segurança da ONU tome medidas antes que seja o regime de pyongyang a fazê-lo.

  • Menina que nasceu com três pernas já corre após a cirurgia

    Mundo

    Uma criança do Bangladesh que cresceu com três pernas vai regressar a casa, depois de uma viagem até à Austrália, onde foi operada para retirar o membro a mais. Como resultado de um gémeo que não se formou por completo, a criança de três anos nasceu com uma terceira perna na pélvis. Alguns meses após a cirurgia, feita em novembro, a menina já corre.