sicnot

Perfil

País

Casal ferido com gravidade após ser esfaqueado pelo filho

Um homem terá esfaqueado os pais na noite de terça-feira com uma navalha, no concelho de Moimenta da Beira, causando-lhes ferimentos considerados graves, disse hoje fonte da GNR de Viseu.

Google Maps

De acordo com o relações públicas da GNR de Viseu, José Machado, o agressor tem cerca de 30 anos e entregou-se ao início da noite de terça-feira no posto da GNR de Moimenta da Beira, onde terá confessado que esfaqueou os pais em casa, na povoação de Beira Valente, freguesia de Leomil.

"Chegou ao posto com uma navalha a dizer que tinha esfaqueado os pais. Acionámos os meios de socorro e dirigimo-nos ao local, tendo sido preciso arrombar a porta, que se encontrava fechada, para depois encontrarmos os pais feridos com golpes de navalha", revelou.

O comandante dos Bombeiros Voluntários de Moimenta da Beira, José Requeijo, informou que o casal, na casa dos 70 anos, foi conduzido inicialmente para a Urgência Básica do Centro de Saúde de Moimenta da Beira, seguindo depois para os Hospitais de Coimbra.

"Tinham ferimentos na zona da face e dos olhos, tendo sido transferidos para os serviços de oftalmologia dos Hospital de Coimbra", esclareceu.

O caso foi entregue à Polícia Judiciária (PJ) de Vila Real.

Lusa

  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40

    Economia

    Carlos Moedas diz que Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas a propósito da saída do procedimento por défice excessivo. Em entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, o comissário europeu levanta dúvidas sobre a renegociação da dívida e garante que a escolha de Mário Centeno para a liderança do Eurogrupo vai depender do entendimento dos países do euro.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.