sicnot

Perfil

País

MP abre processo de promoção e proteção de filha da mulher filmada a ter sexo

O Ministério Público requereu a abertura de processo judicial de promoção e proteção dos direitos da criança envolvida no processo do casal filmado a ter relações sexuais numa praia em Paredes de Coura, informou hoje a Procuradoria-Geral Distrital do Porto.

O vídeo, publicado nas redes sociais, tem cerca de 10 minutos

O vídeo, publicado nas redes sociais, tem cerca de 10 minutos

Em nota publicada na sua página na internet, aquela procuradoria acrescenta que o Ministério Público determinou a abertura de um inquérito para investigação dos factos, por estes poderem integrar a prática de infração criminal de natureza pública, nomeadamente a de abuso sexual de crianças.

Um casal foi filmado por populares, no sábado, numa praia fluvial em Paredes de Coura, a manter relações sexuais, na presença de uma criança de seis anos, filha da mulher.

O vídeo foi depois publicado nas redes sociais.

Residente em Guimarães, a mulher está separada e tinha a seu cuidado dois filhos menores, de 6 e 9 anos, que agora foram afastados do seu convívio pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) daquele concelho.

"Os menores foram afastados da fonte de risco ou perigo", referiu à Lusa fonte da CPCJ.

O caso foi participado à GNR por uma pessoa de Sines, que viu o vídeo nas redes sociais e ligou para o posto de Paredes de Coura.

A GNR levantou o auto de notícia e participou o caso à Polícia Judiciária, por envolver uma menor e por o vídeo ter sido divulgado na internet.

Entretanto, e como disse hoje à Lusa fonte judicial, o processo do casal filmado na praia de Paredes de Coura foi classificado como abuso sexual de menores e entregue ao tribunal de Viana do Castelo.

Fonte judicial adiantou hoje à Lusa que o inquérito envolve dois arguidos, indiciados por abuso sexual de menor, e corre no Ministério Público de Viana do Castelo, aguardando-se a conclusão da investigação, a cargo da Polícia Judiciária (PJ) de Braga.

De acordo com a PJ, os autores do vídeo e da sua publicação na Internet poderão incorrer em crimes de devassa da vida privada e de gravações ou fotografias ilícitas.

Lusa

  • Eurogrupo dá luz verde ao Orçamento do Estado
    0:29

    Orçamento do Estado 2017

    O Orçamento português passou no Eurogrupo mas os ministros das Finanças alertam que podem ser precisas mais medidas para cumprir as metas e em março vão voltar a olhar para as contas. Para já, estão satisfeitos com o compromisso assumido por Mário Centeno e mais sete ministros da zona euro, cujos Orçamentos estão em risco de incumprimento.

  • Youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Reportagem da SIC "Renegados"
    1:27

    Grande Reportagem SIC

    O youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Grande Reportagem SIC "Renegados".Desde ontem já teve 67 mil visualizações no Facebook. Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981, quando a lei da nacionalidade foi alterada.«Renegados» é como se sentem estes filhos de uma pátria que os excluiu. Para ver, esta quarta-feira, no Jornal da Noite da SIC.

  • "A nossa guerra não deixou heróis, só vilões e vítimas"
    5:26

    Mundo

    Luaty Beirão é o rosto mais visível de um movimento de contestação ao regime angolano que começou em 2011, ano da Primavera árabe. Mas a par dos 15+2, mediatizados num processo que os condenou por lerem um livro, outros activistas arriscam diariamente a liberdade. A SIC esteve em Luanda e falou com o advogado Adolfo Campos e com os músicos Carbono Casimiro, Mona Dya Kidi e David Salei. Já todos estiveram presos. Já todos foram vítimas de violência policial. Defendem que "a geração anterior comprometeu o país" e acreditam que só a mudança política pode trazer um futuro melhor. Para estes jovens activistas, a guerra que arrasou o país, e com que o regime justifica tudo, não deixou heróis, apenas "vilões e vítimas".

  • O que aconteceu à menina síria que relatava a guerra no Twitter?
    1:59