sicnot

Perfil

País

PJ aguarda autorização clínica para interrogar mulher que se atirou com o filho ao rio Cávado

A Polícia Judiciária (PJ) de Braga aguarda "luz verde" clínica para interrogar a mulher que na sexta-feira se atirou com o filho ao rio, em Barcelos, e que é "suspeita" de um crime de homicídio qualificado.

HUGO DELGADO

"Até agora, ainda não houve condições, por indicação médica, de interrogar a mulher", referiu à Lusa fonte da PJ.

Segundo a fonte, a mulher, neste momento, é "suspeita de um crime de homicídio qualificado na forma consumada", já que o filho acabou por morrer.

O Ministério Público informou, na sexta-feira, que determinou a abertura de um inquérito para investigação dos factos, sublinhando que eles "podem integrar, em abstrato, a prática de infração criminal de natureza pública, nomeadamente o crime de homicídio qualificado".

Fonte do Hospital de Braga disse à Lusa que a mulher está "estável" mas continua sob vigilância clínica, não devendo ter alta durante o dia de hoje.

Uma mulher de 37 anos atirou-se, ao início da tarde de sexta-feira, da ponte de Rio Covo Santa Eugénia, em Barcelos, com um filho de seis anos ao colo.

Pouco depois, a mulher foi resgatada da água por um popular, que para o efeito utilizou o seu barco.

O corpo do menino só foi encontrado na tarde de hoje, por mergulhadores dos bombeiros.

Lusa

  • As crianças e o frio. O que vestir
    1:58

    País

    O médico Pedro Ribeiro da Silva, da Direção-Geral da Saúde, aconselha especial cuidado com as extremidades do corpo - usar luvas e gorros. E demasiado agasalhadas pode levá-as a transpirar mais e, consequentemente, desidratar.

  • Mortágua acusa PSD de andar a brincar com a vida das pessoas
    0:47

    Opinião

    No Esquerda/Direita da SIC Notícias, António Leitão Amaro reafirmou ontem à noite que o PSD não é contra o aumento do salário mínimo mas contra a descida da TSU. Já Mariana Mortágua acusou os sociais-democratas de andar a brincar com a vida dos portugueses.

  • Pelo menos 30 mortos e 75 feridos em incêndio e derrocada de edifício em Teerão

    Mundo

    Pelo menos 30 bombeiros morreram esta quinta-feira e cerca de 75 pessoas ficaram feridas em Teerão, quando um edifício de 17 andares ruiu depois de ser consumido pelas chamas, noticiaram os meios de comunicação estatais iranianos. O edifício "Plasco" situa-se no centro da capital iraniana, a norte da zona do mercado.

    Em desenvolvimento

  • Os finalistas do Carro do Ano 2017 são...
    0:53

    Economia

    São sete os escolhidos pelos jurados do Carro do Ano, iniciativa do Expresso e da SIC Notícias. À final chegaram o Citroen C3 Pure Tech, o Hyundai IONIQ Hybrid Tech, da Kia o novo modelo Optima Sportwagon 1.7 CRDi GT Line, o Peugeot 3008 Allure 1.6 BlueHdi, o Renault Mégane Sport Tourer Energy dCI, o SEAT Ateca 1.6 TDI CR Style e ainda o Volvo V90.