sicnot

Perfil

País

Chefe do Estado-Maior do Exército cria grupo de trabalho para fazer revisão dos regulamentos internos

Chefe do Estado-Maior do Exército cria grupo de trabalho para fazer revisão dos regulamentos internos

O ministério da Defesa congratulou-se hoje com a decisão do Exército de rever os regulamentos internos do Colégio Militar.Segundo o Exército a inspecção realizada ao Colégio não detectou situações de discriminação, mas foi decidido reforçar a prevenção.

  • Colégio Militar nega discriminação a alunos homossexuais
    1:57

    País

    A direção do Colégio Militar garante que não há discriminação devido à orientação sexual dos alunos. O Major-general Joaquim Alves Ferreira foi ouvido hoje no Parlamento, onde disse que a interpretação das declarações do antigo major, que referia que os alunos homossexuais eram excluídos, foi um problema de criatividade jornalística. O regulamento do colégio militar, aprovado em 2015, considera os afetos como infrações muito graves.

  • Colégio Miltar admitiu caso de assédio sexual na instituição
    2:05

    País

    A direção do Colégio Militar garante que nunca discriminou alunos por causa da orientação sexual. Contudo, no Parlamento, o diretor de Educação de Doutrina do Exército admitiu a existência de um caso de assédio sexual na instituição. A Associação de Pais e Encarregados de Educação desconhece qualquer tipo de discriminação no colégio Militar.

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Football Leaks

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Football Leaks

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.