sicnot

Perfil

País

Dezassete regiões em risco extremo de exposição à radiação ultravioleta

Dezassete regiões do país apresentam hoje risco extremo de exposição à radiação ultravioleta (UV) e outras oito estão com níveis muito altos, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) na sua página da Internet.

(EPA/Arquivo)

(EPA/Arquivo)

RAINER JENSEN

Em risco extremo estão as regiões de Beja, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Faro, Funchal, Guarda, Leiria, Lisboa, Penhas Douradas, Portalegre, Sagres, Santarém, Setúbal, Viseu e Vila Real.

O instituto colocou também as regiões de Aveiro, Braga, Porto, Sines, Porto Santo, Viana do Castelo, Santa Cruz das Flores e Horta em risco muito alto.

De acordo com o instituto, a região de Angra do Heroísmo está com níveis moderados e Ponta Delgada em risco baixo.

O IPMA recomenda À população, nas regiões com risco extremo, que evite a exposição ao sol.

Nas regiões com níveis muito alto e alto, o IPMA recomenda o uso de óculos de sol com filtro UV, chapéu, t-shirt, guarda-sol e protetor solar, além de aconselhar que seja evitada a exposição das crianças ao sol.

Os índices UV variam entre menor do que 2, em que o UV é baixo, 3 a 5 (moderado), 6 a 7 (alto), 8 a 10 (muito alto) e superior a 11 (extremo).

O instituto prevê para hoje, no continente, céu pouco nublado ou limpo, apresentando-se geralmente muito nublado no litoral a norte do Cabo Raso até ao meio da manhã e para o final do dia, e aumento temporário de nebulosidade durante a tarde nas regiões do interior norte e centro, com possibilidade de ocorrência de aguaceiros e trovoada.

Está também previsto vento fraco, soprando moderado do quadrante leste no Algarve e de noroeste na faixa costeira ocidental, em especial durante a tarde, possibilidade de ocorrência de neblina ou nevoeiro matinal em alguns locais do litoral a norte do Cabo Raso, pequena subida da temperatura mínima e subida da máxima nas regiões do norte e interior centro.

Para a Madeira, a previsão aponta pata períodos de céu muito nublado, apresentando-se geralmente pouco nublado nas vertentes sul e vento fraco a moderado de norte.

Para os Açores prevê-se céu muito nublado com boas abertas ao longo dia, aguaceiros na madrugada, neblinas ou nevoeiros e vento norte moderado a forte.

Quanto às temperaturas, em Lisboa vão variar entre 19 e 31 graus Celsius, no Porto entre 16 e 25, em Viana do Castelo entre 15 e 26, em Viseu entre 18 e 33, em Bragança entre 16 e 34, na Guarda entre 17 e 31, em Coimbra entre 16 e 30, em Castelo Branco entre 21 e 35, em Santarém entre 17 e 35, em Évora e Beja entre 19 e 37, em Faro entre 21 e 30, no Funchal entre 20 e 25, em Ponta Delgada e na Horta entre 17 e 21 e em Santa Cruz das Flores entre 16 e 20.

Com Lusa

  • O tempo para hoje
    0:31

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje, no continente, céu pouco nublado ou limpo, apresentando-se geralmente muito nublado no litoral a norte do Cabo Raso até ao meio da manhã e para o final do dia, assim como aumento temporário de nebulosidade durante a tarde nas regiões do interior norte e centro, com possibilidade de ocorrência de aguaceiros e trovoada.

  • O ensino à distância em Portugal
    4:12

    País

    Em Portugal, o ensino básico e secundário à distância já conta com 300 alunos e com a preciosa ajuda das novas tecnologias. É através do computador que a escola viaja e acompanha os alunos, alguns com doenças que não os permitem ir às aulas, outros que são atletas de alta competição e que têm a maior parte do tempo ocupado por treinos ou ainda os que fazem parte de famílias itenerantes, como é o caso dos que vivem no circo e andam de terra em terra.

  • Aprender a jogar badminton ao ritmo do samba
    2:54

    Mundo

    No Brasil, a correspondente da SIC foi conhecer um projeto social no Rio de Janeiro que mistura samba e desporto. Um desporto que ainda é pouco praticado mas que tem sido fundamental para transformar a vida de jovens das favelas e para descobrir novos talentos do badminton brasileiro.

    Correspondente SIC