sicnot

Perfil

País

Marcelo Rebelo de Sousa desloca-se a Marrocos na próxima semana

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, desloca-se a Marrocos na próxima semana, de acordo com um pedido de autorização à Assembleia da República.

PAULO CUNHA

O projeto de resolução, que consta da agenda da Comissão de Negócios Estrangeiros, informa que o chefe de Estado requereu "o assentimento da Assembleia da República para se deslocar a Marrocos, nos dias 27 e 28 de junho, a convite de Sua Majestade o Rei de Marrocos".

Esta será a nona deslocação ao estrangeiro de Marcelo Rebelo de Sousa desde que tomou posse a 9 de março deste ano.

Começou pelo Vaticano e por Madrid, Espanha, ambas no dia 17 de março. Depois esteve no Parlamento Europeu, em Estrasburgo, França, entre 12 a 13 de abril, e fez a primeira visita de Estado, entre 3 e 6 de maio, a Moçambique, para onde partiu após ter estado em Roma, para uma visita oficial a Itália, entre 31 de abril e 1 de maio.

Seguiram-se visitas a Berlim, Alemanha, de 29 a 30 de maio, e a Paris, acompanhado pelo primeiro-ministro, António Costa, de 10 a 12 de junho, para comemorar, de forma inédita, o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas junto dos portugueses residentes na capital francesa.

Entre hoje à noite e quinta-feira de manhã, Marcelo Rebelo de Sousa cumprirá a oitava deslocação ao estrangeiro, deslocando-se a Lyon (França) para assistir ao jogo da seleção nacional de futebol contra a Hungria, no âmbito do Euro 2016.

Lusa

  • Marcelo e Costa em Paris no 10 de junho
    2:01

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa continua a marcar pela diferença. O seu 10 de junho foi nacional e internacional. Depois das comemorações em Lisboa, Presidente e primeiro-ministro rumaram a Paris para um encontro com François Hollande. Ao presidente francês explicaram os esforços que o país fez para corrigir o défice e, por isso, contam com França para evitar sanções. Em cima da mesa esteve também a candidatura de António Guterres às Nações Unidas.

  • Os bastidores de Marcelo em Moçambique
    6:12

    País

    O Presidente da República regressou hoje de Moçambique, onde fez a sua primeira visita de Estado. A SIC acompanhou, em exclusivo, alguns momentos desta viagem que levou Marcelo Rebelo de Sousa àquela a que chama a sua segunda pátria.

  • Negócios do Fogo
    22:00
  • Direção da Raríssimas na Madeira demitiu-se em setembro
    1:58

    País

    Três representantes da Raríssimas na ilha da Madeira demitiram-se, em setembro, de costas voltas para a direção. A delegação da instituição na ilha começou em 2015 e fechou com as três demissões. Em entrevista à SIC, uma das antigas delegadas afirmou que todos os fundos angariados foram para a sede, em Lisboa, ficando depois sem dinheiro para pagas as despesas.

  • Deputado do PSD recusa vice-presidência da Raríssimas
    1:58

    País

    Nas reações políticas ao caso da Raríssimas, o PSD e CDS dizem que é preciso acionar todos os mecanismos legais apropriados para averiguar a situação. O deputado social-democrata, Ricardo Baptista Leite, que tinha sido convidado recentemente para vice-presidente da instituição, diz que já não há condições para tomar posse.

  • Presidente da Câmara de Nova Iorque confirma "atentado terrorista falhado"
    0:29
  • Israel volta a bombardear posições do Hamas em Gaza

    Mundo

    O exército israelita voltou a bombardear esta segunda-feira posições do movimento Hamas na Faixa de Gaza em resposta ao lançamento de projéteis em direção a Israel pelas milícias palestinianas, informou um comunicado militar.

  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.