sicnot

Perfil

País

Ligação aérea entre Lisboa e Abidjan aproximará empresas dos dois países

O primeiro-ministro português e o primeiro-ministro da Costa do Marfim defenderam hoje o aprofundamento das relações económicas e comerciais entre os dois países, assinando cinco acordos e protocolos, incluindo para a ligação aérea entre Lisboa e Abidjan.

Primeiro-ministro da Costa do Marfim, Daniel Duncan, recebido por António Costa.

Primeiro-ministro da Costa do Marfim, Daniel Duncan, recebido por António Costa.

INACIO ROSA

"Seguramente este acordo para as ligações áreas ente Lisboa e Abidjan estreitará as distâncias entre os nossos povos, entre as nossas empresas e será um instrumento muito importante para aproximar as relações entre os nossos países", afirmou o chefe de Governo português, António Costa.

António Costa disse ter "forte expectativa" no "desenvolvimento das relações económicas" entre os dois países e o primeiro-ministro da Costa do Marfim, Daniel Duncan, que participará num fórum económico no Porto, corroborou a ideia, sublinhando que a "distância é de cerca de cinco horas de voo" entre a capital portuguesa e a maior cidade daquele país africano, Abidjan.

"A Costa do Marfim é um país que avança muito rapidamente. Temos um crescimento de 9% ao ano desde 2012. A ambição do Presidente da República é de fazer da Costa do Marfim um país emergente em 2020", declarou o primeiro-ministro da Costa do Marfim.

A energia e a construção de autoestradas foram áreas apontadas por Daniel Duncan como potenciais para negócios com empresas portuguesas.

O chefe de Governo da Costa do Marfim sublinhou ainda a importância de ensinar a língua portuguesa na Costa do Marfim, que é francófona, dando conta de uma evolução na formação de formadores para esse efeito.

António Costa sublinhou que ao longo dos últimos anos Portugal e a Costa do Marfim têm vindo a intensificar as suas relações, que estão atualmente "num nível bastante desenvolvido e promissor para o futuro".

"Esta visita marca um momento importante das nossas relações. É uma visita que não se traduz só do ponto de vista político, visto que a Costa do Marfim é um dos países que mais tem crescido economicamente em África e que constitui uma excelente oportunidade de investimento para as empresas portuguesas", afirmou.

Frisando que África é o segundo parceiro comercial de Portugal a seguir à União Europeia, António Costa enquadrou a visita do primeiro-ministro da Costa do Marfim num conjunto mais vasto de contactos e acordos recentes, como a assinatura com Marrocos de um acordo para "interconexão elétrica", e a visita do primeiro-ministro de Cabo Verde, na semana passada.

Os chefes de governo dos dois países assinaram um acordo que visa "regulamentar as relações entre as duas partes no que respeita ao trafego aéreo" e um acordo cooperação no domínio do turismo, com várias vertentes, designadamente a "administração e a gestão do turismo, a formação de recursos humanos, o desenvolvimento de produtos turísticos, o marketing especializado e a cooperação entre instituições privadas".

Foi ainda assinado um protocolo de cooperação entre o Ministério dos Negócios Estrangeiros português e o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Costa do Marfim para o intercâmbio de formação de pessoal dos dois ministérios.

Portugal e a Costa do Marfim assinaram também protocolos no domínio da saúde e da informação e comunicação, em rádio, televisão, da imprensa e das agências de imprensa, da formação e da conservação de arquivos audiovisuais.

Lusa

  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN interrompeu perto das 13:00 a leitura do acórdão iniciada pelas 10:30. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas.

  • Greve na Função Pública vai afetar escolas, saúde e cultura

    País

    A greve nacional convocada para sexta-feira pela Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública (FNSTFPS) deverá afetar as escolas, a área da saúde e ainda da cultura, entre outros serviços, afirmou esta quarta-feira a dirigente sindical, Ana Avoila.

  • Papa pede a Trump para ser pacificador
    1:12
  • Supremo confirma condenação de Messi por fraude fiscal

    Desporto

    O Supremo Tribunal de Justiça espanhol confirma a condenação de Lionel Messi por fraude fiscal. A notícia foi avançada pelo El País. O jogador do Barcelona foi condenado a 21 meses de prisão por três crimes fiscais que lesaram o Estado em 4,1 milhões de euros.

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.