sicnot

Perfil

País

Cadeia de retalho espanhola Mercadona entra em Portugal e vai investir 25 M€

A cadeia de retalho espanhola Mercadona anunciou hoje a sua expansão para o mercado português, onde vai investir 25 milhões de euros e criar cerca de 200 postos de trabalho.

© Sergio Perez / Reuters

Em comunicado, o comité de Direção da cadeia de supermercados anunciou que "decidiu, com base no estabelecido com o Conselho de Administração, avançar com o seu plano de internacionalização, através da entrada no mercado português".

A retalhista adiantou que "o objetivo da empresa consiste na abertura das primeiras quatro lojas em 2019, iniciando assim o projeto de expansão internacional".

"A Mercadona estima investir inicialmente 25 milhões de euros e prevê criar cerca de 200 postos de trabalho nesta primeira fase de expansão. Para este objetivo, pretende iniciar contactos institucionais e trabalho de campo, bem como começar a identificar os locais mais adequados para as primeiras quatro aberturas em Portugal", adianta em comunicado.

A empresa referiu que já comunicou às autoridades portuguesas a decisão de estabelecer o seu projeto empresarial no mercado português e as chaves do modelo de crescimento partilhado, que impulsiona a Mercadona.

"Portugal é uma grande oportunidade para iniciar o crescimento internacional da empresa e um país com o qual podemos aprender tanto com o consumidor como com o setor altamente competitivo da distribuição", referiu o presidente, Juan Roig, citado em comunicado.

"A possibilidade de contribuir para o progresso económico e social do país e para o desenvolvimento do setor agroalimentar é um desafio emocionante e uma aspiração de todos nós que fazemos parte do projeto Mercadona e que o sentimos como um compromisso", acrescentou.

A escolha de Portugal por parte da Mercadona "para iniciar o seu plano de expansão internacional, foi determinada pelo facto de ser um mercado próximo, de proximidade logística e que se enquadra no crescimento orgânico e natural da empresa", concluiu a empresa.


Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.