sicnot

Perfil

País

Mário Machado condenado a dois anos e nove meses de prisão por extorsão

O ex-dirigente da Frente Nacional foi hoje condenado a dois anos e nove meses de prisão efetiva pelo crime de extorsão agravada na forma tentada.

Mário Machado, líder da secção portuguesa skinhead Hammerskin (SIC/ Arquivo)

Mário Machado, líder da secção portuguesa skinhead Hammerskin (SIC/ Arquivo)

Em causa está um processo de tentativa de extorsão, a partir da cadeia, através de uma carta, enviada à vítima Rute Pereira, a quem exigiu 30 mil euros, sob ameaça de morte, a cumprir diante dos filhos, de acordo com o processo.

Rute Pereira e o companheiro, Bruno Monteiro, eram antigos colegas de Mário Machado no movimento Portugal Hammerskins (PHS), que terá sofrido uma cisão com a prisão de Mário Machado.

A juíza Filipa Rodrigues deu como provado que em 2014, a partir do Estabelecimento Prisional de Alcoentre, Mário Machado enviou uma carta, através de João Dourado, a ameaçar de morte Rute Pereira, caso esta não entregasse 30 mil euros.

O tribunal deu ainda como provado que Mário Machado solicitou a João Dourado que lesse a carta a Rute Pereira, sem lha mostrar e destruindo-a de seguida, pedindo-lhe expressamente que não deitasse a mesma no lixo, não fosse a PJ encontrá-la.

João Dourado entregou a carta a Rute Pereira, em março de 2014, na loja onde esta trabalhava em Alvalade, tendo a vítima recusado pagar a quantia exigida e participado o caso à PJ e ao Ministério Público.

Ficou provado em tribunal que Mário Machado foi o autor da carta e que agiu de forma consciente ao coagir Rute Pereira, fazendo-a temer pela sua vida, pela dos filhos e do companheiro.

Este processo impediu que Mário Machado saísse a semana passada em liberdade condicional, após cumprir 5/6 de uma pena de de 10 anos, em cúmulo jurídico, por condenações relacionadas com discriminação racial, coação agravada, posse ilegal de arma e ofensa à integridade física qualificada, entre outros ilícitos.

O antigo dirigente da Frente Nacional admitiu a autoria da carta, mas alega que mandou cancelar a leitura da mesma a Rute Pereira, tendo o advogado anunciado já que vai recorrer da condenação.

Na leitura do acórdão, a juíza lembrou que Mário Machado está quase a chegar aos 40 anos e que, embora nunca tenha "conseguido demarcar-se da identidade" que assumiu em jovem, nota-se "alguma mudança", aproveitando para o exortar a mudar de atitude e acompanhar o futuro dos filhos.

A juíza Filipa Rodrigues mostrou-se ainda preocupada que o arguido não consiga afastar-se da violência, apontando recentes declarações deste em tribunal, que admitiu "dançar consoante a música". Mário Machado justificou que se referia apenas a situações de "legítima defesa".

No final da audiência, José Manuel Castro, advogado de Mário Machado, sustentou que este processo nasce da cisão e de divergência no movimento PHS e reiterou que a prisão preventiva do seu cliente, horas antes de sair em liberdade condicional, foi uma "espantosa coincidência".

O advogado rejeitou que Mário Machado seja racista, nazi e ultranacionalista, admitindo apenas que o seu constituinte se assume como "nacionalista" e com um projeto político.

Mário Machado, de 39 anos, pai de três filhos, um deles menor, está quase a completar o curso de Direito, que tirou na prisão, faltando-lhe apenas uma cadeira, e tem, segundo o relatório da Reinserção Social, emprego assegurado em escritório de advogados logo que saia da cadeia.

Com Lusa

  • Paulo Macedo pede calma para o bem do banco
    1:45

    Caso CGD

    Paulo Macedo falou pela primeira vez desde que foi eleito o novo Presidente da Caixa Geral de Depósitos e, para o bem do banco público, pediu calma a todos. Passos Coelho veio dizer que a recapitalização da Caixa pode ter de ser feita no verão do próximo ano para salvaguardar o défice deste ano. Já António Costa preferiu não comentar as declarações de Passos e diz que o banco público há muito que precisava de ser recapitalizado.

  • Condutores continuam com dúvidas em como circular numa rotunda
    2:06

    País

    Circular nas rotundas continua a ser um problema para muitos condutores. Cerca de 3 mil foram multados nos últimos três anos depois da entrada em vigor do novo código, os números são avançados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária. Os instrutores de condução dizem que a medida provoca mais confusão nas horas de ponta.

  • O que aconteceu à menina síria que relatava a guerra no Twitter?
    1:59
  • Youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Reportagem da SIC "Renegados"
    1:27

    Grande Reportagem SIC

    O youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Grande Reportagem SIC "Renegados". Desde ontem já teve 67 mil visualizações no Facebook. Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981, quando a lei da nacionalidade foi alterada.«Renegados» é como se sentem estes filhos de uma pátria que os excluiu. Para ver, esta quarta-feira, no Jornal da Noite da SIC.

  • "A nossa guerra não deixou heróis, só vilões e vítimas"
    5:26

    Mundo

    Luaty Beirão é o rosto mais visível de um movimento de contestação ao regime angolano que começou em 2011, ano da Primavera árabe. Mas a par dos 15+2, mediatizados num processo que os condenou por lerem um livro, outros activistas arriscam diariamente a liberdade.