sicnot

Perfil

País

PJ investiga morte de mãe e filho encontrados carbonizados nos Açores

A Polícia Judiciária (PJ) está a investigar as circunstâncias da morte de uma mulher e do seu filho de três anos que foram encontrados carbonizados numa viatura, no concelho da Ribeira Grande, nos Açores, disse hoje fonte policial.

Fonte da PJ adiantou à Lusa que "estão a ser realizadas várias diligências", aguardando-se ainda o resultado das autópsias aos corpos da mulher, com cerca de 40 anos, e do filho.

Segundo a mesma fonte, "todos os cenários estão em aberto" - acidente, homicídio ou suicídio -, mas a PJ conta ter resultados "num espaço de tempo relativamente curto".

O comandante dos Bombeiros Voluntários da Ribeira Grande, José Nuno, disse à Lusa que a corporação foi chamada para combater um incêndio numa viatura cerca das 14:00 locais (mais uma hora em Lisboa) de segunda-feira e não se apercebeu no imediato que estavam no carro dois cadáveres.

"Quando chegámos ao local a viatura já estava a arder", referiu ainda José Nuno, indicando que a viatura "estava numa zona de difícil acesso, numa pastagem na zona da Boavista, em Rabo de Peixe".

Os corpos foram transportados para o Hospital de Ponta Delgada.

Lusa

  • Novo Banco vai reestruturar dívida de Luís Filipe Vieira
    1:22

    Desporto

    O Novo Banco vai reestruturar parte da dívida da empresa de Luís Filipe Vieira, que ronda os 400 milhões de euros. Parte dos ativos da empresa foram transferidos para um fundo para serem rentabilizados no prazo de cinco anos. Esse fundo está a ser gerido pelo vice-presidente do Benfica.

  • Dono de fábrica que ardeu na Anadia diz que produção não vai ser afetada
    2:04
  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Tragédia em Vila Nova da Rainha aconteceu há uma semana
    7:18
  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52